Julgamento de Britney por dirigir sem carteira está perto do fim

sexta-feira, 17 de outubro de 2008 12:00 BRT
 

Por Alex Dobuzinskis

LOS ANGELES (Reuters) - Britney Spears não compareceu ao tribunal na quinta-feira, mas, em sua ausência, o advogado da cantora disse ao júri que a popstar é residente do Estado de Louisiana e deveria ser inocentada da acusação de dirigir sem uma carteira de motorista da Califórnia.

O advogado da cantora, J. Michael Flanagan, disse ao júri em Los Angeles que o processo gira em torno da definição de onde a cantora realmente reside.

"Ela estava residindo na Califórnia na época, mas ser 'residente' tem uma definição diferente", disse o advogado. "Não estou tentando fazer malabarismos com terminologia."

Promotores representando o governo de Los Angeles argumentaram que Spears, de 26 anos, estava vivendo na Califórnia desde maio de 2006. Eles disseram que ela deveria ter uma carteira de habilitação daquele Estado em agosto de 2007, quando ela chocou seu carro contra outro em um estacionamento de Los Angeles no momento em que era seguida por fotógrafos.

Jamie Spears, o pai da popstar, depôs dizendo que sua filha pretende voltar para sua casa no Louisiana assim que for resolvida a disputa em torno da guarda de seus dois filhos.

O pai de Britney assumiu a direção dos assuntos profissionais e pessoais de sua filha em fevereiro deste ano, depois de ela ter sido duas vezes levada a hospitais em Los Angeles para ser submetida a avaliação psiquiátrica.

Britney não compareceu ao julgamento. É um direito dela, porque a acusação é por uma infração, e não um crime.

O processo foi a julgamento depois do fracasso das negociações em torno de um acordo judicial que poderia ter evitado o julgamento.

Se for condenada, Britney pode enfrentar pena máxima de seis meses de prisão. Mas é mais provável que seja multada e fique em liberdade condicional.