Golpista que namorou atriz famosa pega 4,5 anos de cadeia

quinta-feira, 23 de outubro de 2008 20:33 BRST
 

Por Christine Kearney

NOVA YORK (Reuters) - Um italiano que, contando mentiras, conseguiu namorar a atriz de Hollywood Anne Hathaway, fechou contrato com um grande empresário varejista e se dizia íntimo do Vaticano foi condenado na quinta-feira a quatro anos e meio de prisão, por crime de estelionato.

Raffaello Follieri, 30 anos, havia se declarado culpado, em setembro, por obter fraudulentamente 2,4 milhões de dólares ao convencer investidores de que ele possuía contatos no Vaticano que lhe permitiriam comprar a preços baixos propriedades que a Igreja não desejava mais nos EUA.

Hathaway, protagonista de "O Diabo Veste Prada", disse no mês passado à revista W que sentia que lhe haviam "puxado um tapete" ao saber da prisão de Follieri, em junho.

"Desonrei o nome da minha família e constrangi a Igreja que eu amo", disse Follieri ao juiz John Koeltl, da Corte Distrital de Manhattan (Nova York), numa declaração escrita em italiano e traduzida para o inglês. "Nunca conseguirei lavar esta mácula. Espero que algum dia os prejudicados me perdoem."

Depois de ser solto, o réu ainda terá de passar três anos sob supervisão judicial. Ele será deportado para a Itália ao final da sentença.

Ao ouvir o veredicto, Follieri, usando uniforme azul-marinho de presidiário, olhou para o teto do tribunal e em seguida abaixou a cabeça, esfregando o rosto com a mão esquerda.