October 30, 2008 / 7:23 PM / 9 years ago

ENTREVISTA-Diretor Kevin Smith fala sobre novo "pornô leve"

4 Min, DE LEITURA

<p>O roteirista e diretor Kevin Smith lan&ccedil;ou um olhar de comediante sobre a pornografia amadora em seu filme "Zack and Miri Make a Porno", que estr&eacute;ia nesta sexta-feira nos Estados Unidos. &Eacute; o oitavo longa-metragem dele e traz Seth Rogen e Elizabeth Banks nos pap&eacute;is de amigos plat&ocirc;nicos que atuam num filme porn&ocirc; para ganhar um pouco de dinheiro r&aacute;pido.Mario Anzuoni</p>

Por Alex Dobuzinskis

LOS ANGELES (Reuters Life!) - O roteirista e diretor Kevin Smith lançou um olhar de comediante sobre a pornografia amadora em seu filme "Zack and Miri Make a Porno", que estréia nesta sexta-feira nos Estados Unidos.

É o oitavo longa-metragem dele e traz Seth Rogen e Elizabeth Banks nos papéis de amigos platônicos que atuam num filme pornô para ganhar um pouco de dinheiro rápido.

Smith, de 38 anos, iniciou sua carreira em 1994 com "O Balconista", um filme em preto e branco sobre dois jovens frustrados com suas vidas de balconistas. Desde então ele tem o apoio de uma base de fãs leais, com os quais mantém contato em blogs e maratonas de palestras.

Ele falou à Reuters sobre a atitude dos americanos em relação ao sexo, sua própria atitude em relação à pornografia e a maneira como faz seus filmes de pequeno orçamento.

Pergunta: Muitas pessoas têm problemas com a pornografia porque a consideram algo que cria dependência e/ou corrompe. O que você pensa do pornô?

Resposta: A pornografia não me incomoda, não me faz correr na direção contrária. Não me sinto sujo pelo fato de assistir a filmes pornô. Ele existe. Não fui eu quem o criou. Se eu tivesse sido o cara que criou o pornô, talvez pensasse "pode ser que eu esteja errado."

P: Você acha possível os Estados Unidos mudarem, que algum dia as pessoas se sintam mais à vontade vendo sexo do que violência na tela?

R: Acho que, neste país, nunca chegaremos ao ponto em que as pessoas se sintam mais à vontade com o sexo, em falar sobre sexo, mostrar sexo abertamente. É estranho, porque neste verão "Sex and the City" estava em cartaz. Não ouvi ninguém fazendo objeções ao título, que inclui a palavra "sexo." Por alguma razão, a palavra "pornô" parece ser o dilema.

P: Você escreve histórias em quadrinhos. Você escreveu para "O Demolidor" e "Batman" e você trabalha no programa canadense "Degrassi Junior High." Alguma vez sente que faz coisas demais?

R: Acho que, depois que você está com um pé na porta, cara, vá fazer as coisas de que gosta. Algumas pessoas entram neste ramo para encontrar fama, ganhar um Oscar ou ganhar uma tonelada de dinheiro. Eu entrei para ele porque quero contar histórias. Não sou bom em mais nada.

P: De que modo é diferente fazer um filme hoje de fazê-lo na época em que você fez "O Balconista", com cerca de 27 mil dólares, na loja onde trabalhava?

R: Isso significa apenas que todo o mundo é pago. Em "O Balconista," ninguém foi pago. Fizemos de graça. Neste filme, todos recebem seus salário. A gente pôde filmar confortavelmente cinco dias por semana. Em "O Balconista," filmamos 21 dias seguidos, sem descanso. E fizemos o filme à noite, quando a loja estava fechada. Era o único horário possível.

P: Você sempre trabalhou com orçamentos relativamente reduzidos. Você se imagina algum dia fazendo um filme com orçamento grande?

R: Acho que agora, depois de ser cineasta por 15 anos, estou à vontade com essa idéia. Tipo, ok, se o filme exigir um orçamento grande, vou fazê-lo, sim. Mas não será o próximo. O próximo filme que quero fazer é "Red State", que vai custar 5 milhões de dólares. Mas depois dele, quero fazer uma comédia ambientada no espaço. Quando entra uma nave espacial ou outro planeta, o orçamento sobe. Não dá para rodar algo assim numa loja de conveniência.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below