Vitória de Obama faz Oprah chorar e DiCaprio orgulhoso

quarta-feira, 5 de novembro de 2008 20:03 BRST
 

Por Jill Serjeant

LOS ANGELES (Reuters) - Oprah Winfrey chorou de alegria, Leonardo DiCaprio se sentiu orgulhoso por ser norte-americano, e vários astros do hip-hop viram na eleição de Barack Obama como presidente a realização dos sonhos da juventude dos EUA.

As celebridades tiveram um papel importante e às vezes polêmico na campanha de Obama, organizando eventos de arrecadação, atuando em comícios e pedindo votos.

O candidato republicano John McCain usou a popularidade de Obama junto a atores e músicos para compará-lo ironicamente a uma celebridade fútil como Paris Hilton.

Na terça-feira, quando Obama foi declarado presidente-eleito, sua lista de fãs ilustres voltou a dar as caras.

Em Roma para lançar seu último filme, DiCaprio disse a jornalistas que passou a noite acordado vendo a apuração. "Eu não poderia me orgulhar mais do meu país agora e orgulhoso de ser americano... Eu me sinto transbordante, sinto que um tremendo peso foi tirado das minhas costas", disse o ator de Titanic.

Oprah, que com seu programa de entrevistas é uma das mulheres mais influentes dos EUA, declarou apoio a Obama ainda em 2007. Na noite de terça-feira, milhões de pessoas a viram pela TV às lágrimas, em meio a dezenas de milhares de simpatizantes que foram a um parque de Chicago ouvir o discurso da vitória.

"Parece que a América fez a coisa certa", disse Winfrey à CNN. "Parece que há uma mudança na consciência. Parece que algo realmente grande e importante aconteceu aqui, como nunca nas nossas vidas esperávamos que acontecesse."

Russell Simmons, empresário do rap e da moda, disse que a eleição de Obama foi um claro reflexo da "política do hip-hop".   Continuação...