ESTRÉIA-"Orquestra dos Meninos" conta história de músico Vieira

quinta-feira, 6 de novembro de 2008 12:21 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Baseado em uma história real, "Orquestra dos Meninos", o novo filme do diretor Paulo Thiago (de "O Vestido") leva às telas as duas décadas de dedicação e luta do músico brasileiro Mozart Vieira.

Vindo de uma família ligada à música, Vieira ficou conhecido por montar uma orquestra formada por adolescentes de baixa renda, em uma minúscula cidade da região agreste de Pernambuco. O filme entra em circuito nacional na sexta-feira.

O trabalho do músico, que começou nos anos de 1980, consistia em ensinar os jovens a tocar música clássica, grande paixão de Mozart. Com o passar dos anos, a idéia se tornou uma ação social bem-sucedida, trazendo reconhecimento a seu criador.

Segundo o próprio Mozart, sua fama começou a incomodar os políticos locais, que viam no rapaz uma ameaça política para a região. Assim, ele passou a sofrer uma sistemática perseguição, injusta, que culminou com uma mal-contada acusação de pedofilia, na década de 1990.

O filme de Paulo Thiago explora esses acontecimentos. Com base em pesquisas que consumiram quatro anos, o diretor e roteirista aproveita os elementos de drama e comédia da vida de Mozart. A produção tenta ser fiel aos fatos, sempre seguindo o ponto de vista do músico.

Um ponto irregular é a performance do ator Murilo Rosa (de "O Segredo"), como o músico perseguido. Embora se esforce para criar seu personagem, o resultado mostra-se às vezes insatisfatório, a começar pelo sotaque.

Filmado inteiramente no Estado de Sergipe, "Orquestra dos Meninos" tem acertos e erros. No entanto, a história de Mozart tem elementos para cativar o espectador. Mais do que um filme, trata-se de uma homenagem ao músico.

(Por Rodrigo Zavala, do Cineweb)