13 de Novembro de 2008 / às 20:05 / em 9 anos

Padres cantores irlandeses buscam elevar espíritos com novo CD

Por Andras Gergely

DUBLIN (Reuters) - Satisfazer os caprichos de artistas que viram celebridades não será grande trabalho para uma produtora musical britânica que fechou contrato com três padres da Irlanda do Norte dotados de grande talento, mas necessidades muito modestas.

Os padres viraram celebridades depois de seu contrato musical “de 1 milhão de libras” ter feito manchetes. Na próxima semana eles verão seu álbum estrear em mais de 30 países, das Filipinas ao Brasil.

A Sony BMG espera que algum dia os nomes de Eugene O‘Hagan, Martin O‘Hagan e David Delargy -- e o título “The Priests” -- venham a ser mencionados ao lado de astros como Bob Dylan, Johnny Cash ou Celine Dion.

Um vídeo dos padres cantando foi o clipe mais assistido no YouTube por várias semanas, segundo a mídia irlandesa.

Mas o sucesso pode ser a única semelhança entre os padres e artistas como Michael Jackson ou U2, disse Nick Raphael, diretor no Reino Unido do selo Epic Records, da Sony.

“Alguns artistas fazem queixas como ‘por que não ficamos num hotel melhor, por que não viajamos numa classe melhor’”, disse ele.

“Já esses caras o agradecem por qualquer coisa que você faça por eles”, disse Raphael à Reuters. “Eles apreciam cada nuance. ‘Se Deus quiser’, ‘se Deus quiser’, essas coisas.”

Os padres observam que o investimento de 1 milhão de libras (1,55 milhão de dólares) da Sony inclui o custo da organização de concertos, divulgação e gravação e que uma parte dos royalties será revertida para fins beneficentes.

Os padres concordaram em trabalhar para a Sony sob a condição de que as gravações e atividades de divulgação não interfiram substancialmente com seu trabalho regular em suas paróquias.

“É engraçado. Quando voltamos a nossas paróquias depois de as pessoas lerem essa manchete nos jornais, elas pensam que somos muito ricos”, disse Delargy à Reuters em entrevista com os irmãos O‘Hagan.

O álbum dos padres inclui faixas “de inspiração espiritual” como “Ave Maria” e “Panis Angelicus”, ao lado de árias clássicas e canções e bênçãos irlandesas tradicionais. Foi gravado na Irlanda e na Basílica de São Pedro, no Vaticano.

Os três artistas esperam que o CD incentive alguns homens a pensar no sacerdócio como vocação ou que, pelo menos, dê destaque à Igreja num mundo que eles vêem como sendo cada vez mais agnóstico e materialista. Além disso, querem que o álbum alegre os ouvintes.

Os três padres talvez concordem em fazer outro álbum, mas a gravadora terá que satisfazer as suas exigências mirabolantes, é claro.

“Uma garrafa de água seria uma boa coisa, para molhar a garganta”, disse Delargy ao jornal Irish Examiner esta semana.

“Se quisermos exigir muito, talvez peçamos água com gás”, acrescentou Eugene O‘Hagan.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below