17 de Novembro de 2008 / às 18:46 / 9 anos atrás

Charlize Theron adota combate da ONU à violência contra a mulher

<p>Atriz Charlize Theron durante coletiva ap&oacute;s ter sido nomeada como mensageira da Paz pela ONU, em Nova York.Chip East</p>

Por Claudia Parsons

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - A mais recente mensageira da paz das Nações Unidas, a atriz Charlize Theron, ficou famosa em filmes intransigentes sobre mulheres vítimas de abuso, mas diz que o público não quer ver esse tipo de filme.

Theron foi nomeada na segunda-feira mensageira da paz voltada especialmente ao combate à violência contra as mulheres. Seu trabalho consistirá em promover atividades e ideais da ONU, por meio de contatos com a mídia e participações públicas.

Theron, 33 anos, recebeu um Oscar por seu trabalho em "Monster -- Desejo Assassino", de 2003, em que representou a serial killer Aileen Wuornos, que tinha sido vítima de violência e abusos.

Em "Terra Fria," de 2005, ela representou uma mulher que luta contra o assédio sexual do qual é vítima.

A atriz sul-africana disse em coletiva de imprensa que saudou o convite feito pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, para que Hollywood faça mais filmes sobre problemas sociais.

Mas acrescentou: "Sempre acho interessante que se pressione Hollywood, quando na realidade deveríamos pressionar a sociedade, já que sempre que fazemos filmes como 'Terra Fria' as pessoas não vão vê-los."

Charlize Theron foi indicada ao Oscar por seu papel em "Terra Fria", mas o filme não foi sucesso de bilheteria.

"Não quero necessariamente esquecer que meu trabalho, como atriz, é entreter", disse ela.

"Mas é tremendamente gratificante quando você pode entreter com senso de responsabilidade, com senso de verdade, de uma verdade maior, algo que não é necessariamente sempre agradável de se olhar."

De acordo com estatísticas da ONU, uma em cada três mulheres corre o risco de ser espancada ou sofrer abusos durante a vida e uma em cada cinco mulheres em todo o mundo é vítima de estupro ou tentativa de estupro.

Theron já fez campanha contra o estupro em seu país, a África do Sul.

Ela teve sua experiência própria de violência doméstica aos 15 anos de idade, quando sua mãe disparou um tiro fatal contra seu pai no momento em que este, bêbado e enfurecido, ameaçava a família.

"As pessoas sempre querem ligar uma questão pessoal com o esquema maior de sua vida", disse ela. "Mas acho que não foi necessariamente um fato de minha vida que me levou a querer fazer este tipo de trabalho."

A ONU tem dez mensageiros da paz, figuras vindas principalmente dos campos do cinema, da música, da literatura e dos esportes. Eles incluem os atores George Clooney e Michael Douglas, o escritor Paulo Coelho, o violoncelista Yo-Yo Ma e o Nobel de Literatura Elie Wiesel.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below