Charlize Theron adota combate da ONU à violência contra a mulher

segunda-feira, 17 de novembro de 2008 17:19 BRST
 

Por Claudia Parsons

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - A mais recente mensageira da paz das Nações Unidas, a atriz Charlize Theron, ficou famosa em filmes intransigentes sobre mulheres vítimas de abuso, mas diz que o público não quer ver esse tipo de filme.

Theron foi nomeada na segunda-feira mensageira da paz voltada especialmente ao combate à violência contra as mulheres. Seu trabalho consistirá em promover atividades e ideais da ONU, por meio de contatos com a mídia e participações públicas.

Theron, 33 anos, recebeu um Oscar por seu trabalho em "Monster -- Desejo Assassino", de 2003, em que representou a serial killer Aileen Wuornos, que tinha sido vítima de violência e abusos.

Em "Terra Fria," de 2005, ela representou uma mulher que luta contra o assédio sexual do qual é vítima.

A atriz sul-africana disse em coletiva de imprensa que saudou o convite feito pelo secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, para que Hollywood faça mais filmes sobre problemas sociais.

Mas acrescentou: "Sempre acho interessante que se pressione Hollywood, quando na realidade deveríamos pressionar a sociedade, já que sempre que fazemos filmes como 'Terra Fria' as pessoas não vão vê-los."

Charlize Theron foi indicada ao Oscar por seu papel em "Terra Fria", mas o filme não foi sucesso de bilheteria.

"Não quero necessariamente esquecer que meu trabalho, como atriz, é entreter", disse ela.   Continuação...

 
<p>Atriz Charlize Theron durante coletiva ap&oacute;s ter sido nomeada como mensageira da Paz pela ONU, em Nova York. REUTERS/Chip East</p>