Galeria expõe arte em clima descolado nas noites "Late at Tate"

terça-feira, 18 de novembro de 2008 15:45 BRST
 

Por Rebekah Curtis

LONDRES (Reuters) - Tome alguns drinques, dance com amigos, encontre um namorado ou apenas vá para ver algumas das obras de arte mais famosas da Grã-Bretanha nas noites "Late at Tate", em Londres.

A galeria Tate Britain, que abriga telas de grandes mestres britânicos como JMW Turner e John Constable, abre suas portas na primeira noite de sexta-feira de cada mês para receber DJs, barmen e algumas das pessoas mais descoladas da capital britânica.

Os temas das noites variam segundo as mostras em cartaz. A "sala 9" de arte romântica da galeria foi convertida em cassino em uma noite "Late at Tate", numa homenagem ao pintor Francis Bacon e seu gosto pelos jogos de azar.

Com latas de cerveja em uma mão, os amantes da arte ficaram sob cenas do Dia do Juízo Final e dos cavaleiros do Apocalipse, enquanto jogavam 21 e roleta.

"Procuramos jogar com os espaços de modo que exerçam um papel na noite," disse o programador do Late at Tate, Adrian Shaw, referindo-se ao evento mensal que atraiu mais de 4.700 visitantes em novembro.

"Procuro tentar mudar o ambiente de modo sutil, para que ele emoldure a arte de maneira diferente."

A arte vai infiltrar a multidão no evento de dezembro. As pessoas que passam pelo café principal da galeria serão servidas por artistas fantasiados de macacos, recrutados pela artista performática Hayley Newman.

Os visitantes também poderão ter seus rostos pintados por maquiadores estarão a postos no estilo dos retratos famosos vistos nas paredes da galeria.   Continuação...