Michael Jackson deve testemunhar em corte britânica

quinta-feira, 20 de novembro de 2008 22:17 BRST
 

LONDRES (Reuters) - O cantor Michael Jackson deverá testemunhar na semana que vem em uma corte britânica em um processo movido contra ele por um príncipe do Bahrein, disse o advogado do músico nesta quinta-feira.

O cantor de 50 anos está sendo processado pelo Sheikh Abdulah bin Hamad al-Khalifa, o segundo filho do rei do Bahrein, que diz que Jackson descumpriu um contrato de que gravaria um novo álbum e escreveria uma autobiografia.

Ele também diz que Jackson lhe deve 7 milhões de dólares depois que o príncipe pagou seus custos legais, de viagem e outros gastos.

Jackson passou um tempo no Bahrein como convidado da família real depois de um julgamento em 2005 no qual ele foi absolvido de acusações de pedofilia.

"O senhor Jackson pretende viajar para este país e estará disponível para testemunhar diante de um juiz", disse o advogado de Jackson Robert Englehart a Alta Corte britânica em Londres.

O cantor deve assumir o banco das testemunhas na segunda-feira.

Englehart havia inicialmente argumentado que Jackson estava doente e que não deveria viajar, entregando ao juiz no início da semana um relatório médico sobre a condição médica do cantor.

(Reportagem de Mike Collett-White)

 
<p>O cantor Michael Jackson. REUTERS/Kim Kyung-Hoon (JAPAN)</p>