Roger Moore lança autobiografia cheia de "mentirinhas"

sábado, 22 de novembro de 2008 20:11 BRST
 

NOVA YORK (Reuters) - Depois de 60 anos na carreira de ator, Roger Moore admite que às vezes conta algumas mentirinhas.

Mas isso não deve impedir ninguém de comprar sua autobiografia, "My Word is My Bond", que está cheia de histórias -- inventadas ou não -- sobre sua vida nos palcos, na TV e no cinema.

"Eu disse coisas extraordinárias em entrevistas", afirmou Moore, que sempre será lembrado pelo papel do agente secreto James Bond. "Dei tantas respostas diferentes."

O ator de 81 anos falou à Reuters sobre essas entrevistas, seu livro e sobre sua hipocondria.

PERGUNTA: Você não se cansa de dar entrevistas?

RESPOSTA: Quando fazia o 007, tinha centenas de jornalistas e eu ouvia as mesmas perguntas 400 vezes e pensava em diferentes respostas. Então, eu criei toda uma história sobre roubar toalhas de hotel. Falei muitas coisas sem sentido.

P: Essas mentiras nunca lhe trouxeram nenhum problema?

R: Quando eu fazia a série 'Maverick', nos anos 1950, para a Warner Brothers, fazia muito calor no set e meus pés ficavam muito desconfortáveis dentro das botas de caubói.

Então, durante uma entrevista, eu disse que o motivo pelo qual havia tantos assassinos no Velho Oeste eram as botas -- elas apertavam seus pés, eles ficavam de mau humor e então atiravam uns nos outros.   Continuação...