Vive la difference! Franceses pedem camisinhas maiores

sexta-feira, 28 de novembro de 2008 11:39 BRST
 

BERLIM (Reuters) - Os franceses dizem que precisam das maiores camisinhas na Europa, enquanto os gregos se contentam com as menores, revelou um estudo feito na Europa por uma consultoria alemã que fornece orientações sobre preservativos.

No estudo do Instituto de Consultoria de Camisinhas, sediado em Singen, foi pedido a 10.500 homens em 25 países que medissem seus pênis e registrassem os dados num banco de dados.

Os resultados mostram que os franceses, em média, afirmam precisar de camisinhas de 15,48 centímetros de comprimento - três centímetros mais que os gregos, cujas exigências são as mais modestas do continente.

O diretor do instituto, Jan Vinzenz Krause, disse à Reuters que os dados foram coletados ao longo de oito meses.

Krause não quis comentar até que ponto acha que os franceses foram honestos nos dados que registraram.

A pesquisa teve como objetivo educar os jovens sobre a importância da contracepção eficaz.

O instituto também oferece conselhos online sobre tamanhos de camisinha e patrocina a feira anual "Promova sua Camisinha", organizada em cooperação com a Fundação Anti-Aids nacional, para educar os jovens sobre doenças sexualmente transmissíveis.

Krause fez notícia no passado quando produziu o protótipo de uma "camisinha em spray" - um aerossol que continha látex, criando uma preservativo perfeitamente adaptada ao corpo do usuário. A idéia, no entanto, não foi levada adiante.