Manuscrito de Eleanor Rigby é vendido por US$ 177 mil

sexta-feira, 28 de novembro de 2008 11:50 BRST
 

LONDRES (Reuters) - Um manuscrito de 97 anos que dá pistas sobre a identidade de Eleanor Rigby, retratada em uma das músicas mais famosas dos Beatles, foi vendido por 115 mil libras (177 mil dólares) em um leilão na quinta-feira.

Mesmo assim, a soma ficou abaixo do esperado. Estimava-se que o manuscrito fosse arrematado por 500 mil libras.

O dinheiro irá para a Annie Mawson e sua instituição beneficente, the Sunbeams Music Trust (www.sunbeamsmusic.org), que usa a música para ajudar pessoas com necessidades especiais.

O manuscrito é um registro salarial do hospital da cidade de Liverpool e tem o nome e a assinatura de E. Rigby, empregada doméstica. Seus rendimentos anuais somavam 14 libras.

De acordo com Mawson, o documento foi enviado a ela em 1990 pelo ex-Beatle Paul McCartney após ela ter enviado uma carta a ele em nome de sua instituição de caridade.

"Eu escrevi... para Paul e pedi a ele meio milhão de libras. Mas, no fim da carta, eu disse apenas: 'olha, eu sei que você é uma pessoa muito caridosa e eu considero um privilégio dividir a minha história com você'", disse ela à Reuters antes da venda.

"Nove meses depois, em junho de 1990, chegou este envelope incrível. Chegou nove meses depois de eu ter escrito a ele, o que fez parte do mistério porque eu achava que (minha carta) tinha ido parar no lixo."

Ela disse que o envelope com o manuscrito de 1911 tinha um carimbo oficial da turnê de Paul McCartney. O cantor estava em turnê naquele ano.

De início, Mawdon não percebeu a importância do registro até ver a lista de nomes e encontrar E. Rigby.   Continuação...