Mídias novas e antigas fazem bem umas às outras, diz Huffington

sexta-feira, 28 de novembro de 2008 15:23 BRST
 

Por Ellen Wulfhorst

NOVA YORK (Reuters) - As novas e velhas mídias podem entrar em choque e excluir-se mutuamente, mas, em um livro novo, a blogueira famosa Arianna Huffington argumenta que os dois mundos estão se aproximando rapidamente para reforçar o que cada um tem de melhor.

Jornalistas tradicionais vêm escrevendo blogs, enquanto blogueiros estão ganhando credibilidade e status na mídia tradicional, disse Huffington, em entrevista à Reuters, antes do lançamento de "The Huffington Post Complete Guide to Blogging."

Publicado pela editora Simon & Schuster, o guia para blogueiros oferece dicas sobre como começar e como ser notado, além de opiniões da própria Ariana Huffington, criadora de um dos sites mais influentes da Internet que ganhou destaque ainda maior durante a corrida à Casa Branca deste ano.

"Existe uma convergência real", disse ela. "Basicamente, descobrimos que os materiais melhores e mais exatos sobem para o topo, quer se originem da revista Time ou do 538.com de Nate Silver, que não existia antes da eleição". O site 538.com colheu e analisou dados políticos e relativos às pesquisas de intenção de voto.

"A convergência vai continuar a crescer -- como vimos neste período eleitoral -- dentro de dois ou quatro anos, estou certa", acrescentou. "Os dois tipos de mídia têm que dividir o poder."

MILHARES DE AMADORES

O blog Huffington Post, ou HuffPo, como é conhecido, fez experimentos com jornalismo cidadão em seu setor "Off the Bus", em que milhares de amadores escreveram relatos da campanha eleitoral.

Um dos maiores momentos do HuffPo aconteceu quando um colaborador voluntário gravou o então candidato Barack Obama num evento de levantamento de fundos fechado à imprensa, dizendo que os moradores de cidades pequenas ficam amargos e "se agarram às armas ou à religião".   Continuação...