Boy George admite ter algemado garoto de programa

segunda-feira, 1 de dezembro de 2008 17:00 BRST
 

Por Kylie MacLellan

LONDRES (Reuters) - O cantor Boy George admitiu à polícia que algemou um garoto de programa a sua cama e o ameaçou, mas não pretendia matá-lo, ouviu um tribunal na segunda-feira durante o julgamento do cantor por acusação de cárcere privado.

Os jurados no julgamento do ex-vocalista do Culture Club, que está sendo julgado sob seu nome real, George O'Dowd, ouviram uma gravação do interrogatório policial do cantor, em abril de 2007.

"Admito totalmente que eu o tinha algemado, para que ele não fosse a lugar algum enquanto eu checava o computador. Eu certamente não ia matá-lo. Isso não vai fazer bem a minha carreira, verdade?", disse ele aos policiais.

Boy George, 47 anos, conheceu o garoto de programa norueguês Audun Carlsen na Internet e os dois combinaram de encontrar-se para uma sessão de fotos pornográficas.

Mas o relacionamento azedou quando o cantor desconfiou que Carlsen estava invadindo seu computador e roubando as fotos para usar em seu Web site.

Carlsen acusou Boy George de algemá-lo no segundo encontro que tiveram no apartamento do cantor, na zona leste de Londres, e espancá-lo com uma corrente.

O músico admitiu à polícia que tinha batido em Carlsen anteriormente, mas apenas por opção deste.

"Não é possível espancar alguém se a pessoa não quer", disse ele, afirmando que, na ocasião, ele não tinha dado socos no garoto de programa nem o havia agredido.

 
<p>O cantor Boy George admitiu &agrave; pol&iacute;cia que algemou um garoto de programa a sua cama e o amea&ccedil;ou, mas n&atilde;o pretendia mat&aacute;-lo, ouviu um tribunal na segunda-feira durante o julgamento do cantor por acusa&ccedil;&atilde;o de c&aacute;rcere privado. REUTERS/Andrew Winning</p>