Estudo revela: felicidade é contagiosa

sexta-feira, 5 de dezembro de 2008 11:24 BRST
 

Por Maggie Fox

WASHINGTON (Reuters) - A felicidade é contagiosa, anunciaram pesquisadores. A mesma equipe que comprovou que obesidade e tabagismo se difundem em rede, demonstrou que quanto mais pessoas felizes você conhece, maior é a probabilidade de você mesmo ser feliz.

E ligar-se a pessoas felizes aumenta a felicidade da própria pessoa, segundo a equipe escreveu no British Medical Journal.

"Trata-se de um arrastão emocional", disse em entrevista por telefone Nicholas Christakis, professor de sociologia médica da Escola Médica de Harvard, em Boston, na quinta-feira.

Christakis e James Fowler, cientista político da Universidade da Califórnia, em San Diego, usaram os dados relativos a 4.700 filhos de voluntários do Estudo Cardiológico Framingham, um enorme estudo de saúde iniciado em Framingham, Massachusetts, em 1948.

Eles vêm analisando um tesouro de informações de folhas de acompanhamento que datam de 1971, rastreando nascimentos, casamentos, divórcios e mortes. Os voluntários também registraram informações de contato de seus amigos mais íntimos, colegas de trabalho e vizinhos.

Eles avaliaram a felicidade usando um teste simples de quatro perguntas.

"Perguntamos às pessoas quantas vezes na última semana: 1, elas curtiram a vida, 2, elas se sentiram felizes, 3, elas se sentiram esperançosas em relação ao futuro, e 4, sentiram que valem tanto quanto as outras pessoas", disse Fowler.

Sessenta por cento das pessoas que tiveram pontuação alta nas quatro perguntas foram avaliadas como felizes, e as outras foram classificadas como infelizes.   Continuação...