Roqueiros do Coldplay negam acusação de plágio

terça-feira, 9 de dezembro de 2008 20:16 BRST
 

LOS ANGELES (Reuters) - A banda de rock britânica Coldplay negou na terça-feira a acusação feita pelo guitarrista virtuose Joe Satriani de que teria plagiado um de seus instrumentais, dizendo que quaisquer semelhanças são "inteiramente coincidentes".

Satriani registrou um processo por infração de copyright em Los Angeles na quinta-feira passada, alegando que o single "Viva la Vida", do Coldplay, incorpora "porções originais substanciais" de sua música "If I Could Fly", de 2004.

Mas o Coldplay, cujas melodias atmosféricas poderosas têm sido comparadas desfavoravelmente às da banda irlandesa U2, rejeitou as alegações.

"Se existem semelhanças entre nossas duas músicas, elas são inteiramente coincidentes, e tão surpreendentes para nós quanto para ele", disse a banda num post em seu website.

"Joe Satriani é um grande músico, mas ele não compôs nem exerceu qualquer influência sobre a canção 'Viva la Vida'. Pedimos respeitosamente que ele aceite nossas afirmações nesse sentido e lhe desejamos sucesso com todos seus trabalhos futuros."

Satriani abriu o processo contra o Coldplay um dia depois de a banda receber sete indicações ao Grammy, perdendo apenas para o rapper Lil Wayne.

Entre as menções recebidas estavam indicações nas categorias importantes de disco e canção do ano, por "Viva la Vida", que integra o álbum líder nas paradas "Viva La Vida or Death and All His Friends".

A canção é atribuída aos quatro integrantes da banda: o vocalista Chris Martin, o baixista Guy Berryman, o guitarrista Johnny Buckland e o baterista Will Champion. O título foi inspirado numa pintura da artista mexicana Frida Kahlo.

A faixa de Satriani é de seu álbum "Is There Love in Space?".

 
<p>Banda Coldplay desmente den&uacute;ncia de pl&aacute;gio REUTERS/Albert Gea (SPAIN) (Newscom TagID: rtrphotosthree569346) [Photo via Newscom]</p>