Christie's vende diamante pelo valor recorde de US$24,3 mi

quarta-feira, 10 de dezembro de 2008 15:56 BRST
 

LONDRES (Reuters) - A casa de leilão Christie's vendeu nesta quarta-feira um diamante azul acinzentado do século 17 por 16,39 milhões de libras (24,3 milhões de dólares), o maior valor já pago por um diamante ou jóia leiloada.

Antes da venda, o valor estimado era de 9 milhões de libras.

O joalheiro Laurence Graff vendeu o diamante de Wittelsbach, que tem 35,56 quilates. Esta é a primeira vez em quase 80 anos que o diamante é vendido no mercado internacional. O leilão foi bastante competitivo, informou um porta-voz da Christie's à Reuters.

Grandes diamantes azuis de alta claridade, como o vendido na quarta-feira, são muito raros. A origem do diamante também contribui para o valor pelo qual foi arrematado.

A pedra fez parte do dote de Infanta Margarita Terese (1651-1673) quando ela ficou noiva de Leopoldo I da Áustria.

Depois da morte da princesa, o marido dela, Imperador Leopoldo, ficou com o dote e o diamante passou para seus herdeiros.

Em 1722, o diamante entrou para a família Wittelsbach. Ele foi vendido de uma coleção particular.

Alisa Moussaieff, outra joalheira que observou a venda, disse que não se surpreendeu com o preço recorde, já que o diamante de Wittelsbach é especial e raro.

"Ele (Graff) pagou um preço justo por uma pedra muito boa", disse Moussaieff à Reuters. "Por peças especiais, os preços estão mais fortes do que nunca".

O antigo recorde em um leilão de diamantes foi de 16,5 milhões de dólares, preço pago por um diamante de 100 quilates vendido em Genebra em 1995, segundo o porta-voz da Christie's.

(Reportagem de David Brough)