ESTRÉIA-Animais tentam readaptar-se à natureza em "Madagascar 2"

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008 17:54 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Os animais de Nova York que se perderam na ilha de Madagascar, no filme de 2005, estão desesperados para voltar ao zoológico. Por mais que tenham se divertido com seus novos amigos, eles sabem que não há lugar como o lar, mesmo que seja um lugar barulhento, repleto de crianças e flashs fotográficos.

O desenho animado "Madagascar 2", que estréia em circuito nacional em cópias legendadas e dubladas por vários atores famosos, começa onde termina o primeiro filme.

O grupo, formado pelo leão Alex (voz de Ben Stiller/Alexandre Moreno), a zebra Marty (Chris Rock/Felipe Grinnan), a girafa hipocondríaca Melman (David Schwimmer/Ricardo Juarez) e a hipopótamo fogosa Gloria (Jada Pinkett Smith/Heloisa Périssé), embarca num avião reformado, que será comandado por um grupo de pingüins rumo a Nova York.

Na primeira classe, estão o rei lêmur Julien (Sacha Baron Cohen/Guilherme Briggs) e seu escudeiro, Maurice (Cedric the Entertainer/Ricardo Schnetzer).

Com o avião recauchutado, eles mal conseguem chegar ao Oceano Atlântico, caindo nas savanas da própria África -- onde descobrem um mundo feito para os animais selvagens. O problema é que a trupe deixou de ser selvagem há muito tempo -- eles são metropolitanos demais e precisam passar por uma adaptação.

A maior surpresa está reservada para Alex, que reencontra seus pais. O pai é o rei do bando, mas bastante invejado por Makunga (Alec Baldwin/Marcio Simões), que arma um plano para tirá-lo do comando, envolvendo Alex, que não tem as habilidades de um leão de verdade, mas é capaz de dançar e posar para fotos.

Os outros animais também encontrarão seus pares. A girafa neurótica se torna curandeira do grupo, tentando esquecer o amor que tem reprimido pela hipopótamo que, por sua vez, está seduzindo o galã da turma -- um hipopótamo marombado. Já a zebra Martin, que achava ser o único de sua espécie no mundo, encontra outras centenas iguais a ele.

Contando com a ajuda de um grupo de macacos, os pingüins tentam consertar o avião. Para conseguir peças, armam um plano para enganar humanos que participam de um passeio pela África e roubar seus jipes. Porém, aquela mesma velhinha que bateu em Alex no metrô no primeiro filme está no passeio e não deixará barato ser enganada por nenhum animal.

Com esses elementos, "Madagascar 2" tira diversão de estereótipos bem intencionados e apregoa aquela velha máxima de todos os filmes destinados ao público infantil: seja você mesmo que, no fim, tudo dá certo. Porém, faz tudo isso com tanta cor, energia e música que é difícil não se divertir com Alex e seus amigos.   Continuação...