12 de Dezembro de 2008 / às 15:34 / em 9 anos

Quero mostrar que eu voltei, diz Ronaldo

<p>Ronaldo concede entrevista ao ser apresentado como novo jogador do Corinthians, nesta sexta-feira, em S&atilde;o Paulo. REUTERS/Paulo Whitaker</p>

Por Tatiana Ramil

SÃO PAULO (Reuters) - O atacante Ronaldo foi recebido por milhares de torcedores do Corinthians nesta sexta-feira e garantiu estar empenhado em voltar a jogar bem, sem dar uma previsão de quando pisará nos gramados nem se poderá atuar no nível que o consagrou.

“É um desafio enorme e vou me empenhar muito para vencê-lo. Não vai ser fácil, mas com muito trabalho e treino vou conseguir”, disse Ronaldo em entrevista coletiva, antes de ir ao campo do estádio do Parque São Jorge, onde já sentiu o gosto da torcida, cerca de 6.000 torcedores que trocaram um quilo de alimento por um ingresso.

“Futebol é jogado dentro de campo e é isso que quero demonstrar, que eu voltei, que eu superei mais um obstáculo difícil”, acrescentou.

Ronaldo, de 32 anos, sofreu uma grave lesão no joelho em fevereiro, quando atuava pelo Milan, e desde então tenta se recuperar. Com um histórico de contusões no joelho, ele prefere não fazer previsão de quando estreará pelo time paulista, com quem assinou contrato por um ano.

“Espero que em breve, mas não tenho previsão... Essa recuperação é bem longa, e é uma lesão que pode desencadear problemas musculares. Por isso, primeiro vamos fazer exames médicos, avaliações”, declarou o jogador, com a camiseta 9 do Corinthians por cima de uma camisa branca. “Espero que seja o quanto antes.”

Antes mesmo de ser apresentado oficialmente como jogador do Corinthians, a camisa 9 com o nome do atacante era amplamente vendida nas lojas do clube. Ronaldo receberá parte do patrocínio das mangas e shorts do time, além de cerca de 400 mil reais mensais.

“Espero estar à altura (da grande manifestação da torcida). Vou tentar fazer o meu melhor em cada treino, em cada jogo. Vou dar meu máximo”, disse Ronaldo, que é torcedor declarado do Flamengo e fez parte da recuperação na equipe carioca, o que provocou revolta entre alguns torcedores flamenguistas.

“O Corinthians abriu as portas para mim e estou muito feliz de poder jogar em São Paulo. O que me seduziu foi um projeto de fazer um grande time para 2009.”

“MAIS UM”

Maior artilheiro em Copas do Mundo, Ronaldo não acredita que despertará ciúmes em seus novos companheiros de equipe e disse querer ser “mais um” dentro do elenco comandado pelo técnico Mano Menezes.

“Nunca tive esse tipo de problema. Sou somente mais um jogador, com direitos e deveres iguais. Não terei nenhum tipo de privilégio”, afirmou.

Mas, em seguida, ele admitiu que será o mais visado pela torcida e garante estar preparado até para as possíveis vaias. “Vou carregar uma responsabilidade imensa. Tenho certeza que serei o mais cobrado nos treinos, o mais cobrado nos jogos. E não vou fugir. Honrarei a camisa do Corinthians do começo ao fim.”

“No dia em que eu jogar mal é normal que a torcida vaie”, disse ele, acrescentando que foi vaiado algumas vezes, incluindo nos anos em que ganhou os prêmios de Melhor Jogador do Ano pela Fifa (1996, 1997 e 2002).

Ronaldo admite que a contratação dele pelo Corinthians “tem a ver com marketing” e que a parceria é “uma junção de duas grandes marcas”.

Para o atacante, que disputou quatro Mundiais e ganhou dois, a volta à seleção ainda está distante.

“O objetivo é o Corinthians. A seleção é consequência do jogador estar fazendo bem em seu clube. Vou tentar levar o Corinthians ao máximo de conquistas”, disse.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below