December 17, 2008 / 3:06 PM / 9 years ago

Ben Affleck e Mick Jagger lançam filme sobre crise no Congo

3 Min, DE LEITURA

<p>O ator Ben Affleck filma no Congo em imagem de divulga&ccedil;&atilde;o. Ben Affleck e Mick Jagger se reuniram nesta quarta-feira para lan&ccedil;ar o curta-metragem "Gimme Shelter", que chama a aten&ccedil;&atilde;o para a hist&oacute;ria das fam&iacute;lias congolesas que sa&iacute;ram de casa ap&oacute;s uma d&eacute;cada de guerras.Max Culhane/ABC News/Handout</p>

Por Claudia Parsons

NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - Ben Affleck e Mick Jagger se reuniram nesta quarta-feira para lançar o curta-metragem "Gimme Shelter", que chama a atenção para a história das famílias congolesas que saíram de casa após uma década de guerras.

Affleck, ganhador de um Oscar e que já viajou quatro vezes à África central desde 2007, dirigiu o filme no mês passado na província de Kivu do Norte, no Congo, para ajudar a levantar 23 milhões de dólares para a agência de refugiados da ONU no Congo.

O filme remete à música de 1969 dos Rolling Stones, "Gimme Shelter", escrita por Jagger e por Keith Richards. Divulgada na época da guerra do Vietnã, a música tem o refrão: "War, children, it's just a shot away, it's just a shot away" (A guerra, crianças, está a um tiro de distância).

Cerca de 5,4 milhões de pessoas já morreram pela guerra e por fome e doenças relacionadas ao conflito da última década na República Democrática do Congo. A violência étnica no país teve origem no genocídio de Ruanda, em 1994, quando extremistas hutus atacaram os tutsis.

"Uma parte grande demais do mundo está indiferente, ou desviando o olhar", disse Affleck em comunicado no lançamento do filme. "Peço às pessoas que não olhem para o outro lado, não desliguem a TV quando aparecerem as notícias sobre a violência no Congo."

Ainda que o Congo tenha realizado eleições bem-sucedidas em 2006, a violência continuou.

Rebeldes liderados pelo general Laurent Nkunda deixaram o Exército e dominam desde agosto faixas de território na província de Kivu do Norte. Aproximadamente 250 mil pessoas já fugiram da região.

O filme traz a história das famílias forçadas a deixar suas casas. Elas fazem parte do número estimado de 1,3 milhão de refugiados do Congo, de acordo com a ONU.

O filme será distribuído pela Internet, no endereço www.unhcr.org, na televisão e nos cinemas.

"Espero que esse vídeo ajude a salientar o drama das centenas de milhares de refugiados, e também de milhares de pessoas inocentes que estão perdendo a vida desnecessariamente lá", disse Jagger em comunicado.

Mick Jagger e os Rolling Stones doaram os direitos sobre a música para a campanha, com o objetivo de arrecadar recursos para kits de assistência humanitária de emergência, com cantis, aparelhos para cozinhar, lençóis térmicos, colchonetes, redes contra mosquitos e plásticos necessários para a construção de abrigos.

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below