Galeria remontará exposição de William Blake 200 anos depois

quarta-feira, 17 de dezembro de 2008 15:34 BRST
 

LONDRES (Reuters) - A galeria britânica Tate vai remontar a única exposição individual feita pelo poeta, pintor e ilustrador William Blake 200 anos após sua apresentação em Londres.

A exposição de 1809, feita na loja do irmão de Blake no Soho, foi um fracasso, recebendo apenas uma crítica, negativa, e sendo ignorada solenemente pelo público.

De acordo com a Tate Britain, o fracasso levou o artista a se afastar ainda mais da sociedade e a se tornar ainda mais amargo com relação à arte britânica.

Reunindo obras de Blake da coleção própria e de outros museus e galerias ao redor do país, a Tate contará com nove dos 16 trabalhos originais que compuseram a exposição de 1809.

Em uma mostra de como Blake lutou por reconhecimento durante a vida, a única crítica sobre a exposição, escrita por Robert Hunt, no The Examiner, disse:

"...o pobre homem se imagina um grande mestre e pintou alguns quadros desprezíveis, alguns dos quais são uma alegoria incompreensível, outros um atentado ao personagem sóbrio pela representação caricatural e o conjunto borrado e manchado e muito mal desenhado."

"Ele chama isso de Exposição, sobre a qual publicou um Catálogo, ou antes uma miscelânea de nonsense, incompreensões e vaidade notória, efusões descontroladas de um cérebro perturbado."

Blake, que viveu de 1757 a 1827, é hoje considerado uma das figuras-chave do movimento Romântico tanto por sua pintura quanto por sua poesia.

A exposição ocorrerá na galeria Tate Britain de 20 de abril a 4 de outubro de 2009, com entrada gratuita.