Alemães elogiam Tom Cruise em filme sobre nazistas

segunda-feira, 29 de dezembro de 2008 18:20 BRST
 

Por Madeline Chambers

BERLIM (Reuters) - Tom Cruise superou as expectativas e recebeu críticas favoráveis na Alemanha por sua interpretação de um oficial militar prussiano que tentou assassinar Hitler em 1944, no filme norte-americano "Operação Valquíria".

Críticos alemães, que inicialmente ficaram desconfiados com o filme, acabaram por elogiá-lo como uma obra séria e afastaram suas reservas quanto à capacidade Cruise para o papel principal.

"'Operação Valquíria' não é terrivelmente ruim, nem é o acontecimento do século. Não é o filme de ação que temíamos ser, e sim um filme sério e bem-feito", disse a resenha da rede pública ZDF.

"Cruise interpreta seu papel com decisão e frieza --uma atuação sólida, mas não merecedora de um Oscar."

O ator de Hollywood interpreta o coronel Claus Von Stauffenberg, que plantou uma bomba numa maleta sob a mesa de Hitler em seu quartel-general na Prússia em 20 de julho de 1944. A mesa, de madeira sólida, salvou Hitler, que só sofreu pequenos ferimentos.

Stauffenberg foi executado na mesma noite ao lado de seus cúmplices. Seu legado ajuda a aliviar a culpa da Segunda Guerra Mundial e do Holocausto que os alemães ainda enfrentam.

TEMORES INFUNDADOS?

Inicialmente, os alemães franziram o nariz para a escolha de Cruise, um astro de filmes de sucesso como "Top Gun - Ases Indomáveis", para o papel de Stauffenberg. O filho de Stauffenberg chegou a pedir a Cruise que "tirasse as mãos de seu pai" e fosse para casa.   Continuação...