Martin Scorsese vai declarar apoio a filme "Gomorra" nos EUA

terça-feira, 6 de janeiro de 2009 12:47 BRST
 

LOS ANGELES (Hollywood Reporter) - Martin Scorsese vai dar o apoio de seu nome ao lançamento nos Estados Unidos, pela IFC Films, do drama criminal italiano "Gomorra".

Vencedor do Grande Prêmio do Festival de Cannes no ano passado, o trabalho dirigido por Matteo Garrone sobre a máfia napolitana trará a declaração "Martin Scorsese Apresenta" em seus créditos quando chegar aos cinemas de Nova York e Los Angeles, em 13 de fevereiro.

Num fato distinto, o ator italiano Giovanni Venosa, um dos protagonistas do filme, foi preso por suspeita de participação em atividades da máfia na vida real.

Venosa, que representa um chefão mafioso no filme, foi detido, acusado de extorsão, depois de ter supostamente tentado recolher um "pizzo", ou imposto da máfia, de empresas na região de Caserte, perto de Nápoles, informou a imprensa italiana na segunda-feira. Venosa já tinha sido condenado anteriormente por ligações com a máfia e, em novembro, foi sentenciado a cumprir serviços à comunidade por tráfico de drogas.

Ele é o terceiro ator do filme a ser preso por atividade ligada à máfia. Salvatore Fabbricino e Bernardino Terracciano, que também representam mafiosos, também foram vinculados à máfia napolitana, conhecida como Camorra.

"Gomorra" examina a Camorra pelos olhos de alguém de dentro dela. Baseado no livro de mesmo título de Roberto Saviano, o filme é o candidato oficial da Itália ao Oscar de melhor filme em língua estrangeira.

"'Gomorra', de Matteo Garrone, é um olhar duro sobre o submundo napolitano", disse Scorsese. "Admiro a intransigência do filme e a devoção de Garrone e seus atores à busca de uma verdade terrível. O clima de 'Gomorra' é de desesperança, mas o filme é iluminador, e, devido a sua franqueza, estranhamente animador."

Garrone disse: "Espero há algum tempo a chance de agradecer publicamente a Martin Scorsese pela coragem e generosidade demonstrada em dar seu apoio a 'Gomorra'. Não esqueço de como me senti profundamente comovido ao vê-lo chegar para a apresentação do filme. De todos os diretores, ele é o mais importante em meu desenvolvimento como cineasta. Por isso, tenho grande orgulho pelo fato de o filme ter encontrado um pai adotivo de tanto prestígio e guardarei essa memória como tesouro para sempre."

O lançamento restrito do filme nos cinemas norte-americanos, em 13 de fevereiro, será seguido por um lançamento nacional no sistema pay-per-view, em 19 de fevereiro, e subsequente lançamento nos cinemas de todas as maiores cidades dos EUA.