Daniel Craig tira folga de 007 para atuar em drama da 2a Guerra

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009 15:38 BRST
 

Por Douglas MacLaurin

LONDRES (Reuters) - O ator britânico Daniel Craig tirou uma folga do papel de James Bond, atuando no drama sobre a 2a Guerra Mundial "Defiance", baseado na história verídica de irmãos judeus que fugiram dos nazistas e formaram um grupo de resistência.

Craig disse que quer evitar ser estereotipado como herói de ação, depois de ser escolhido para o papel de Bond, e quer usar sua fama recém-conquistada para ajudar projetos menores a decolar.

Antes de sua primeira aparição no papel do superespião, em "007 - Cassino Royale" (2006), o ator de 40 anos já era respeitado por suas atuações no drama feito para a TV "Our Friends From the North" e no filme de gângsteres "Nem Tudo é o que Parece".

Em seu trabalho mais recente, ele é Tuvia, o mais velho dos irmãos da vida real Bielski, que se esconderam dos nazistas numa floresta bielorussa, de onde dirigiram um movimento de resistência que protegeu centenas de judeus da perseguição nazista.

"Uma das razões pelas quais acho essa história importante é porque se trata de uma história muito recente e porque boa parte do modo como enxergamos o mundo e vivemos nele foi moldada por essa história", disse Craig à Reuters na première londrina do filme, na noite de terça-feira.

"Histórias como essas precisam ser contadas, porque não faz muito tempo que aconteceram", disse o astro, que atraiu centenas de fãs a Leicester Square, em Londres, apesar do forte frio.

O ator norte-americano Liev Schreiber, que representa outro dos irmãos Bielski, disse que o filme, e a história verídica que o inspirou, mostram que proteger uns aos outros é um instinto humano básico.

"Acho que no coração desta história está a noção de que nós, como raça, protegemos uns aos outros instintivamente, e mais do que nunca é importante lembrar que somos uma só espécie", disse ele.   Continuação...

 
<p>O ator Daniel Craig REUTERS/Luke MacGregor (BRITAIN)</p>