Tintim completa 80 anos e seu império cresce

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009 15:52 BRST
 

Por Antonia van de Velde

BRUXELAS (Reuters) - Enquanto o intrépido repórter Tintim se prepara para comemorar seu 80o aniversário, seu império não pára de crescer.

Com vendas anuais de dois a três milhões de exemplares de seus livros em quadrinhos, além de um filme de Steven Spielberg em produção, Tintim continua a acumular lucros, mais de 30 anos depois de seu criador, Herge, ter desenhado sua derradeira aventura.

Tintim e seu cãozinho Milu apareceram pela primeira vez num suplemento de uma revista belga em 10 de janeiro de 1929. Pouco tempo depois, "Tintim na Terra dos Sovietes" marcou a estréia do jovem repórter em formato de livro de quadrinhos.

Desde então já foram vendidos mais de 200 milhões de exemplares de seus livros, que já foram traduzidos para mais de 100 línguas e dialetos locais.

"Desde 1984 não saem álbuns novos, mas Tintim continua a ser um sucesso enorme", disse à Reuters Guy De Jonckheere, o publisher de Tintim na Casterman, a editora de Herge, que detém os direitos sobre os livros.

A Casterman, que publicou "Tintim" para o autor Georges Remi (mais conhecido por seu pseudônimo literário Herge), obteve os direitos de publicação da viúva de Herge após a morte deste, em 1983.

Mas o empresário britânico Nick Rodwell tornou-se o guardião verdadeiro de um dos maiores astros da Bélgica.

Depois de casar-se com a viúva de Herge, Rodwell assumiu as rédeas da Moulinsart, empresa que detém os direitos do merchandising de todos os personagens dos livros "Tintim".   Continuação...