"Slumdog" tentou captar vibração de Mumbai, diz diretor

terça-feira, 20 de janeiro de 2009 17:44 BRST
 

Por Shilpa Jamkhandikar

MUMBAI (Reuters) - "Slumdog Millionaire" quis retratar a "ânsia de vida" que existe em Mumbai, disse na terça-feira o cineasta Danny Boyle, reagindo às críticas do que o filme teria glamorizado a pobreza da Índia.

Equipe e elenco do filme, candidato ao Oscar, voltaram na terça-feira à fervilhante capital financeira do país para divulgar o lançamento do filme na Índia.

"Slumdog", aclamado pela crítica, conta a história de um menino pobre que participa de um game show na TV.

"O que eu queria que as pessoas levassem do filme era (...) essa resistência das pessoas, que é de tirar o fôlego, e a alegria delas apesar das circunstâncias, essa ânsia de vida", disse o diretor britânico numa entrevista coletiva. "O que tentamos fazer no filme foi incluir o máximo possível da cidade."

Cerca de metade dos 17 milhões de habitantes de Mumbai vive nas ruas ou em favelas sem saneamento básico. Os becos de terra, o esgoto a céu aberto e os barracos de uma populosa favela da cidade são fielmente reproduzidos no filme, que neste mês conquistou o Globo de Ouro.

Mas alguns jornais e TVs da Índia criticaram Boyle por romantizar as favelas e mostrar a mendicância, a prostituição e a criminalidade como "exotismos indianos".

O filme provocou um debate sobre se a "pornopobreza" reforça os estereótipos ocidentais acerca da Índia.

"Se Slumdog projeta a Índia como uma nação suja e miserável do Terceiro Mundo e provoca dor e desgosto para nacionalistas e patriotas, que se saiba que uma miséria turva existe e prospera mesmo nas nações mais desenvolvidas, escreveu o ator de Bollywood Amitabh Bachchan, possivelmente o maior astro da Índia, nesta semana em seu blog (bigb.bigadda.com).

"Slumdog Millionaire" será lançado no dia 23 na Índia, um dia depois da divulgação das indicações ao Oscar.

Mas Boyle, autor do aclamado "Trainspotting" (1996), não se mostra muito ansioso com o prêmio. "Não se pode esperar realmente nada."

 
<p>O diretor de Slumdog Millionaire, Danny boyle REUTERS/Adnan Abidi (INDIA)</p>