Brad Pitt se diz emocionado por indicações de "Button" ao Oscar

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009 13:14 BRST
 

TÓQUIO (Reuters Life!) - O astro de Hollywood Brad Pitt disse nesta quarta-feira que ficou emocionado com o grande número de indicações ao Oscar recebidas por "O Curioso Caso de Benjamin Button", entre elas a primeira indicação de Pitt ao Oscar de melhor ator.

Pitt estava em Tóquio com sua mulher, Angelina Jolie, e os seis filhos do casal para acompanhar a première japonesa de "Benjamin Button", que recebeu o maior número de indicações ao Oscar este ano, 13, apenas uma menos que o recorde compartilhado por "A Malvada" (1950) e "Titanic" (1997).

"Acho que é um filme que merece ser visto muitas vezes. Vá assistir ao filme três vezes, e veja-o de novo", disse ele, em entrevista coletiva em Tóquio.

"Estamos emocionados por ver que o filme está sendo reconhecido com as indicações", acrescentou.

Pitt, que tem 45 anos, enfrentará concorrência acirrada na disputa pelo Oscar de melhor ator, cujo vencedor será anunciado em 22 de fevereiro. Sean Penn e Mickey Rourke estão sendo vistos como os favoritos pelos papéis respectivos de ativista dos direitos dos gays em "Milk - A Voz da Igualdade" e de lutador profissional envelhecido em "O Lutador",

"Benjamin Button" conta a história de amor entre o personagem-título, representado por Pitt, e Daisy (Cate Blanchett), e a dor e alegria que enfrentam enquanto ele vai rejuvenescendo e ela, envelhecendo com o tempo.

Brad Pitt disse que sua vida atual é tão dramática quanto a do fictício Benjamin Button, que nasceu com cerca de 80 anos e foi ficando mais jovem.

"Acho que já é fato bem documentado que tenho seis filhos, e dificilmente algo pode ser mais dramático que isso", disse ele.

Em julho do ano passado, na França, Angelina Jolie deu à luz a gêmeos, uma menina chamada Vivienne Marcheline e um menino chamado Knox Leon.   Continuação...

 
<p>O ator Brad Pitt durante coletiva sobre seu novo filme, "O curioso caso de Benjamin Button" REUTERS/Toru Hanai (JAPAN)</p>