Família de Frank Zappa perde processo na Alemanha

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009 09:00 BRST
 

DUSSELDORF, Alemanha (Billboard) - Gail Zappa, viúva da lenda do rock Frank Zappa, não conseguiu impedir que um festival de música alemão usasse o nome e a imagem de seu marido.

Gail e sua família processaram o fã-clube alemão de Frank Zappa pelo festival Zappanale, exigindo a remoção de uma escultura de bronze de Zappa no local do festival, em Bab Doberan, e mais 325 mil dólares caso continuem a utilizar o nome do músico falecido.

Mas a Alta Corte de Dusseldorf decidiu, no dia 21 de janeiro, que os organizadores do festival poderão continuar a usar o nome e a imagem de Zappa em seu logotipo e propagandas, assim como em camisetas e bonés. A corte decidiu que os direitos de Gail Zappa não foram violados, pois ela não pôde provar que usa a marca Zappa na Alemanha. A corte descobriu também que a viúva sabia da existência do festival desde que ele começou, em 1990. Frank Zappa morreu em 1993.

Milhares de fãs de Zappa pediram a retirada do processo, apresentado em abril de 2008.

Thomas Dippel, porta-voz do festival e chefe do fã-clube, elogiou a decisão judicial.

"Sempre tivemos certeza de que temos os direitos mais antigos", disse. "Também patenteamos o nome do festival, no órgão de patentes alemão. Gail Zappa somente apresentou o seu pedido de patente em 2002".

Em 2008, 6.800 pessoas compareceram ao festival Zappanale, no qual várias bandas tocas as músicas de Zappa. A edição 2009 acontecerá entre os dias 12 e 16 de agosto.

Reuters/Billboard