ESTREIA-Jim Carrey recicla personagens na comédia "Sim Senhor"

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009 14:38 BRST
 

SÃO PAULO (Reuters) - Para quem acompanha a carreira de Jim Carrey, não há nada de muito original em seu novo filme "Sim Senhor", que estréia em cópias dubladas e legendadas em todo o país. Além dos já conhecidos trejeitos e caretas do ator, a própria trama soa conhecida, uma espécie de reciclagem de "O Mentiroso", de 1997.

Em vez de não poder mentir, como ocorria em seu personagem naquele filme de doze anos atrás, Carrey interpreta um rapaz que não pode dizer não. Nesta nova produção, o ator é Carl Allen, um bancário entediado, que prefere ficar só à companhia de seus amigos Peter (Bradley Cooper, de "Penetras Bons de Bico") e Rooney (Danny Masterson, do seriado "That '70s Show").

Divorciado e com um emprego sem futuro, Carl morre de tédio e entra em crise quando seus amigos o abandonam. A solução para os seus problemas aparece em uma palestra de auto-ajuda do guru Terrence Bundley (o veterano Terence Stamp, de "O Estranho"), que o faz prometer jamais dizer não outra vez.

Um mendigo pede uma carona para o outro lado da cidade e também para usar seu celular? Carl deve dizer sim. Uma senhora pede um empréstimo no banco para montar uma confeitaria, cuja especialidade é fazer bolos com rostos de atores famosos obesos? Sim, por que não?

Com esse contexto, Jim Carrey desfila toda a sorte de caras e bocas, com o sua costumeira histrionice. O diretor Peyton Reed (de "Abaixo ao Amor") não consegue segurar o ator, que leva a produção nas costas, sem dar oportunidades para quem atua ao seu lado. Em especial à atriz Zooey Deschanel (de "Fim dos Tempos"), que interpreta sua namorada.

O roteiro limitado e irregular de Nicholas Stoller (de "As Loucuras de Dick e Jane") e Jarrad Paul (da refilmagem "A Feiticeira", de 2005) também não dá muita chance aos outros personagens, que apenas servem de escada para Carrey. Alguns deles, como a ex-mulher de Carl, Stephanie (Molly Sims, de "Starsky & Hutch - Justiça em Dobro"), sequer têm um papel funcional na trama.

Para quem gosta de Jim Carrey como comediante e não se cansa de suas caretas, "Sim Senhor" é mais do que recomendado. Afinal, o filme se trata exatamente disso.

(Rodrigo Zavala, do Cineweb)

* As opiniões expressas são responsabilidade do Cineweb

 
<p>Para quem acompanha a carreira de Jim Carrey, n&atilde;o h&aacute; nada de muito original em seu novo filme "Sim Senhor", que estr&eacute;ia em c&oacute;pias dubladas e legendadas em todo o pa&iacute;s. Al&eacute;m dos j&aacute; conhecidos trejeitos e caretas do ator, a pr&oacute;pria trama soa conhecida, uma esp&eacute;cie de reciclagem de "O Mentiroso", de 1997.REUTERS/Danny Moloshok</p>