Arqueologistas peruanos inauguram novo museu em Sipan

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009 15:22 BRST
 

Por Pilar Olivares

LAMBAYEQUE, Peru (Reuters) - O mais novo museu de arqueologia peruano foi inaugurado a apenas alguns metros do local onde a tumba sagrada do Lorde de Sipan, o "Tutancamon das Américas", foi descoberta, em 1987.

O museu, chamado Huaca Rajada, foi aberto na quinta-feira e incluiu descobertas feitas em escavações desde 2007.

Cercado por pirâmides antigas que agora parecem morros empoeirados, o novo museu tem máscaras, cerâmicas e jóias que os historiadores dizem ser da cultura Moche, que floresceu na costa peruana entre os anos 100 d.C e 600 d.C.

As autoridades esperam que o museu atraia cerca de 35 mil visitantes neste ano. O museu fica a uma hora de carro de um museu maior, chamado Yumbas Reais de Sipan, aberto em 2002. Este museu contém as maiores peças das descobertas originais, feitas há vinte anos.

Walter Ava, arqueólogo a quem se atribui a descoberta de Sipan, começou a escavar o local depois de ouvir dizer que os ladrões da tumba estavam vendendo artefatos pegos na área no mercado negro, para coleções privadas.

O Peru é um país rico em tesouros antigos. O país tem centenas de locais com milhares de anos e dezenas de culturas, incluindo o antigo império inca que estava no poder quando os exploradores espanhóis chegaram no começo dos anos 1500.

Luis Chero, diretor do museu Huaca Rajada, disse que somente 10 por cento da área foi escavada e que espera-se que sejam feitas mais descobertas.

 
<p>Presidente do Peru Alan Garcia visita o museu "Huaca Rajada", na cidade de Chiclayo. REUTERS/Pilar Olivares (PERU)</p>