2 de Fevereiro de 2009 / às 14:00 / 9 anos atrás

Atriz mirim de "Milionário" sonha virar estrela de Bollywood

<p>Rubina Ali, que atuou em "Milion&aacute;rio", voltando da escola para sua casa na periferia de Mumbai. Atriz mirim de "Milion&aacute;rio" sonha virar estrela de Bollywood.Arko Datta</p>

Por Rina Chandran

MUMBAI (Reuters Life!) - Rubina Ali já é estrela de Hollywood. Agora, a garota de 9 anos, que atuou em "Quem Quer Ser um Milionário?" ("Slumdog Millionaire") e vive com sua família num barraco de um cômodo numa favela de Mumbai, quer virar estrela de Bollywood.

Seu sonho vem sendo alimentado pela atenção intensa da mídia e as festas que se seguiram à premiere em Mumbai do filme indicado ao Oscar, a história do enriquecimento de um jovem de uma favela de Mumbai, em que Ali faz a personagem feminina principal quando criança.

"Gosto de cinema. Gosto de poesia e da minha escola", disse a garota de olhos vivos e cabelo preso com maria-chiquinhas, mascando um chiclete e recitando poemas em inglês para visitantes.

Ali está na primeira série de uma escola onde as aulas são dadas em inglês. A escola é um presente do "Tio Danny", o diretor Danny Boyle, que desmentiu que as crianças faveladas que atuam no filme tenham sido mal pagas, conforme noticiou o jornal britânico Daily Telegraph.

A escola -- a primeira em que Ali estuda --, as fotos da premiere e um passeio de helicóptero para as crianças do filme estão entre as poucas recordações que a mãe da menina, Munni, tem do filme, que continua a receber prêmios enquanto a atriz mirim e sua família seguem vivendo num barraco igual a dezenas de outros na favela, sem janelas, banheiro ou água corrente.

"Ela ficou muito feliz por atuar no filme. Agora ela quer estar em outros filmes que Danny Boyle fizer e quer virar estrela", disse Munni, falando do filme que vem suscitando polêmica na Índia por seu título original -- devido à palavra "cão" -- , pelo retrato que faz dos pobres e pelo tratamento dado ao elenco.

Em junho do ano passado, Boyle matriculou Ali e Azharuddin Ismail, que também representa uma criança favelada, em escolas de língua inglesa. O diretor também se reuniu com os professores das escolas.

Boyle se comprometeu a pagar cerca de 1.500 rúpias (31 dólares) mensais pelas mensalidades escolares e outras despesas, além dos valores pagos pelo trabalho das crianças no filme. A Fox Star Studios, que lançou o filme na Índia, disse que o salário mensal que as crianças receberam foi três vezes o salário local anual médio de um adulto, mas não revelou cifras.

Boyle e o produtor do filme, Christian Colson, vão pagar pelos estudos das crianças até completarem 18 anos, e "um valor substancial" será dado a eles quando concluírem seus estudos, disse o diretor, para incentivá-los a continuar estudando.

Apesar disso, Munni, que trabalha como empregada doméstica, está incerta quanto ao futuro de sua filha e preocupada porque a família não tem como mudar-se para uma casa melhor.

"Somos pobres. Criar cinco filhos é duro", disse ela. "Danny Boyle é um ser humano bom... mas somos pobres e gostaríamos de comprar uma casa. Já dissemos que precisamos de ajuda. Ele pode nos demonstrar mais bondade se quiser."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below