Humor e amor aliviam clima de seriedade no Festival de Berlim

terça-feira, 3 de fevereiro de 2009 12:06 BRST
 

BERLIM (Reuters) - "Trama Internacional", o filme que vai abrir o Festival de Cinema de Berlim este ano, é um thriller estrelado por Clive Owen que trata de práticas bancárias dúbias, financiamento de terrorismo e o impacto da globalização.

O primeiro grande festival europeu de cinema do ano tratará de muitas questões prementes do mundo real, destacando sua reputação de vitrine do cinema tópico e contundente do tipo que nem sempre faz sucesso nas bilheterias.

Mas a edição 2009 do festival, que começa nesta quinta-feira, também terá sua justa parcela de comédia. "A Pantera Cor-de-Rosa 2", com o Steve Martin no papel do desastrado Inspetor Clouseau, fará sua estréia internacional na cidade alemã.

O acréscimo de último minuto da comédia "My One and Only", ambientada nos anos 1950 e estrelada pela premiada com o Oscar Renee Zellweger, também vai aumentar a presença de estrelas no tapete vermelho, garantindo a Berlim o tipo de exposição à mídia de que o festival precisa.

"Muitas pessoas estão indo ao cinema ultimamente como fuga", disse recentemente o diretor do festival, Dieter Kosslick.

"As pessoas estão fartas da palavra 'crise' e ficam felizes em poder escapar para o escurinho do cinema durante duas horas para deixar seus problemas de lado. Em momentos como o atual, o cinema é uma ótima coisa."

Além de risos, não faltará amor em Berlim. O romance "Chéri" traz de volta o diretor Stephen Frears colaborando com a atriz Michelle Pfeiffer numa história ambientada nos anos 1920, mais de 20 anos depois de eles terem trabalhado juntos em "As Ligações Perigosas".

"Quando o dinheiro acaba, o amor é um grande tópico," disse Kosslick.

GUERRA, GLOBALIZAÇÃO, MEIO AMBIENTE   Continuação...