Museu do Louvre expõe o "Funeral de Mona Lisa"

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009 15:34 BRST
 

PARIS (Reuters) - Uma versão cinza gigantesca de Mona Lisa com lágrimas nos olhos e tinta escorrendo pela frente será exposta no Museu do Louvre esta semana, na sala ao lado da tela original de Leonardo da Vinci.

Criada pelo artista franco-chinês Yan Pai-Ming, a nova obra está ao centro de uma exposição intitulada "O Funeral de Mona Lisa", que faz parte dos esforços do Louvre para colocar a arte contemporânea frente a frente com obras-primas do passado.

A exposição consiste em cinco pinturas. A enorme Mona Lisa cinza está ao centro, ladeada por duas ilustrações misteriosas que parecem nuvens cinzas e são pontilhadas com imagens de caveiras moldadas sobre quadros tomográficos da cabeça do pintor.

Nas pontas da exposição estão um retrato do pai de Yan, já morto, e um auto-retrato do próprio Yan em pose fúnebre.

O artista disse que as obras são "uma homenagem e um funeral" de Mona Lisa, mas não deu maiores explicações.

Yan é célebre nos círculos da arte contemporânea por seus retratos de ícones do século 20, de Mao Zedong a Bruce Lee.

O Louvre é o museu mais visitado do mundo. Em 2008, recebeu 8,5 milhões de visitantes, muitos deles turistas para os quais a atração principal é a Mona Lisa.

Muitos artistas já usaram a obra-prima de Da Vinci como base para trabalhos próprios, às vezes parodiando o original. O pintor dadaísta Marcel Duchamp deu a ela um bigode e cavanhaque, e Andy Warhol criou serigrafias pop dela.

Mas esta é a primeira vez que um trabalho inspirado na Mona Lisa é exposto tão perto do original. "O Funeral de Mona Lisa" será aberto ao público na quinta-feira e ficará até 18 de maio.