17 de Fevereiro de 2009 / às 14:37 / 9 anos atrás

Vinhos escondidos de nazistas são postos à venda em leilão

Por Leslie Gevirtz

NOVA YORK (Reuters) - Uma casa de leilões britânica vai vender uma coleção de vinhos dos anos 1920 que foi escondida dos nazistas na 2a Guerra Mundial numa adega fechada com tijolos.

Os vinhos, que serão leiloados pela Bomhams em Londres em 17 de março, vieram da adega da Bucktrout & Co. Ltda, de Guernsey, uma das ilhas no Canal da Mancha, ao largo da França, ocupadas por tropas alemãs durante a guerra.

As garrafas, que incluem vinhos Latour, Margaux, Mouton Rothschild e Ausone de safras que datam dos anos 1920, permaneceram sem ser movidas durante a ocupação nazista, disse o diretor administrativo da Bucktrout, Dave Robilliard.

Quando Guernsey foi libertada, o mesmo aconteceu com a adega.

"Como se pode imaginar, há muito interesse no leilão vindo das próprias ilhas do Canal da Mancha", disse Richard Harvey, o diretor de vinhos da Bonhams.

"A ocupação foi algo muito significativo para nós, no continente, assim como para a população das ilhas. Basta mencionar os alemães e a 2a Guerra Mundial para ver que ainda há uma obsessão com o assunto por aqui."

As Ilhas do Canal foram o único solo britânico ocupado pelas tropas alemãs durante a 2a Guerra Mundial.

O grupo Liberation, uma empresa pequena da ilha vizinha de Jersey, comprou a Bucktrout, que trabalhava com vinhos desde o início do século 19.

"A empresa transferiu-se para uma sede nova, mais moderna, e percebeu que não tinha um lugar adequado para conservar ou expor esses vinhos", disse Harvey.

"Esses vinhos seriam o tipo de coisa que diretores ou pessoas assim serviriam em jantares. Hoje, são apenas pessoas particulares que promovem esses jantares e degustações."

Os vinhos farão parte de mais de 1.500 garrafas que irão a leilão. Com vinhos de idade como essa, a proveniência sempre é uma preocupação, mas Harvey disse que examinou pessoalmente todas as garrafas oferecidas e está seguro de sua autenticidade.

Ele estimou que as cinco garrafas de Chateau Latour 1926 serão vendidas por entre 1.500 e 2.000 libras (2.164 e 2.889 dólares), enquanto as oito garrafas de Chateau Mouton Rothschild 1928 serão leiloadas por entre 1.600 e 1.800 libras (2.308 e 2.596 dólares).

As duas dúzias de Chateau Ausone 1928 serão vendidas por entre 2.400 e 3.00 libras (3.462 e 4.325 dólares), ele estimou.

A garrafa mais velha da coleção, o uma garrafa de vinho do Porto Harvey Special Quality 1897, é estimada em entre 100 e 150 libras (144 a 216 dólares).

Indagado se a situação atual de fraqueza no mercado de leilões pode afetar os preços, Harvey disse: "Os preços citados são conservadores."

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below