Novo álbum do U2 é um sucesso, mas Bono nem tanto--críticos

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009 12:29 BRT
 

Por Mike Collett-White

LONDRES (Reuters) - A banda irlandesa U2 vai lançar na próxima segunda-feira seu 12o álbum gravado em estúdio, e, embora o trabalho venha sendo altamente elogiado, críticos argumentam que o papel duplo do vocalista Bono, de roqueiro e "salvador" de campanhas em favor dos pobres e outros, pode estar prejudicando a música.

"No Line On The Horizon" chega às lojas da Europa na segunda e dos EUA na terça, e, como um dos maiores lançamentos de discos de 2009, será observado de perto por um setor musical ansioso por reverter as fortes quedas sofridas nas vendas de álbuns.

Ninguém imagina que o U2 seja capaz de salvar a indústria musical sozinho, assim como ninguém pensa que Bono sozinho possa aliviar a pobreza global. Mesmo assim, a expectativa é grande em torno do primeiro álbum do grupo em mais de quatro anos lançado pelo selo Universal Music Group, da Vivendi.

Candidato a maior álbum do ano antes mesmo de ser lançado, "No Line" vem sendo descrito como o álbum mais experimental do U2 desde 1991 e possivelmente o melhor desde então.

"Simplesmente é o melhor álbum do U2 desde 'Achtung Baby'", escreveu a revista Q no final de uma resenha em que atribuiu cinco estrelas ao álbum. "É possível que, com o tempo, ele mostre ser ainda melhor". A revista Rolling Stone também deu cinco estrelas ao álbum, e a revista Mojo, quatro.

"No Line" foi produzido por Brian Eno e Daniel Lanois, que colaboraram com a banda em "The Unforgettable Fire", de 1984, e seu maior álbum até hoje, "The Joshua Tree", que vendeu estimados 25 milhões de cópias.

O último álbum do U2, "How to Dismantle an Atomic Bomb", vendeu 9 milhões de cópias em todo o mundo.

Críticos dizem que "No Line", gravado no Marrocos, em Dublin, Londres e Nova York, marca o retorno à abordagem mais experimental de "Achtung Baby" e "Zooropa". Embora a maioria tenha ficado bem impressionada com o resultado, há vozes discordantes.   Continuação...

 
<p>Banda irlandesa U2 toca no pr&eacute;dio da BBC em Londres. REUTERS/Jamie Simmonds/BBC/Divulga&ccedil;&atilde;o</p>