Jonas Brothers desafinam nas bilheterias norte-americanas

segunda-feira, 2 de março de 2009 12:40 BRT
 

LOS ANGELES (Reuters) - Os ídolos teens Jonas Brothers foram derrotados nas bilheterias dos cinemas norte-americanos por uma vovó armada, não se mostrando à altura da grande propaganda em torno do filme com os shows da banda.

"Jonas Brothers: The 3D Concert Experience" foi o segundo colocado nas bilheterias, com vendas em três dias estimadas em 12,7 milhões de dólares, disse no domingo a distribuidora Walt Disney. O estúdio esperava uma arrecadação de 15 milhões de dólares -- uma previsão conservadora comparada a algumas estimativas do setor, que chegavam a 25 milhões.

O público-base do filme, formado por meninas adolescentes, evidentemente perdeu para as mulheres negras mais velhas que deram a "Madea Goes to Jail" um segundo fim de semana como líder nas bilheterias.

A comédia sobre uma idosa intransigente vendeu 16,5 milhões de dólares em ingressos, elevando para 64,9 milhões de dólares sua arrecadação em dez dias. O filme já se tornou o maior sucesso entre os seis longas lançados desde fevereiro de 2005 pelo cineasta Tyler Perry.

Perry, de 39 anos, se disfarça de mulher para representar Madea, personagem que aparece em muitos de seus filmes e peças, cujo sucesso ignora a opinião da crítica especializada.

Enquanto isso, "Quem Quer Ser Um Milionário" saltou duas posições para chegar à terceira, depois dos oito Oscar conquistados no domingo retrasado. O drama romântico ambientado em Mumbai vendeu 12,2 milhões de dólares em ingressos -- a maior arrecadação em pelo menos 10 anos de um filme vencedor do Oscar de melhor filme, segundo a distribuidora Fox Searchlight.

A estréia decepcionante de "Jonas Brothers: The 3D Concert Experience" representa um revés raro para os irmãos Kevin, 21, Joe, 19 e Nick, 16.

No ano passado, outro filme da Disney baseado em shows, "Hannah Montana e Miley Cyrus - O Melhor dos Dois Mundos", estreou com 31,1 milhões de dólares e arrecadou ao todo 65,3 milhões.

Mas a previsão era que o filme de Hannah Montana ficasse em cartaz apenas uma semana, fato que alimentou uma demanda enorme.

 
<p>Kevin Jonas, Joe Jonas e Nick Jonas na premi&eacute;re de "Jonas Brothers: The 3D Concert Experience", no cinema El Capitan, em Hollywood. REUTERS/Mario Anzuoni (EUA)</p>