Retorno de Michael Jackson traz mais perguntas que respostas

sexta-feira, 6 de março de 2009 11:44 BRT
 

Por Mike Collett-White

LONDRES (Reuters) - É uma volta por cima ou o canto do cisne? Ele vai cantar ou vai fazer de conta? Ele ainda sabe dançar como antes?

O aparecimento relâmpago de Michael Jackson na quinta-feira na O2 Arena, em Londres, onde ele pretende fazer uma série de dez concertos a partir de 8 de julho, suscitou mais perguntas do que deu respostas.

Pelo menos o cantor de 50 anos compareceu, parecendo mais robusto que em fotos recentes.

Mas seu anúncio foi confuso e deixou jornalistas e centenas de fãs histéricos se perguntando se sua primeira série de shows em 12 anos será, na realidade, sua última.

"Esses serão meus shows... minhas apresentações finais em Londres", disse Jackson. "Quando digo que agora é para valer, quero dizer que é para valer. Vou cantar as canções que meus fãs querem ouvir. Isto é para valer de verdade, é a chamada final ao palco para receber os aplausos."

Randy Phillips, presidente da AEG Live, que fechou contrato com Jackson para os shows, teve poucas respostas concretas a dar.

Ele não excluiu a possibilidade de mais concertos em Londres e outros lugares no futuro, e parece que há muito mais que apenas música em jogo nos shows marcados para o verão britânico.

"Nenhum de nós está certo", disse Phillips à Reuters. "Eu não quis me adiantar tanto em relação ao que ele quer fazer."   Continuação...

 
<p>Astro pop Michael Jackson durante entrevista coletiva na O2 Arena, em Londres. 05/02/2009. REUTERS/Stefan Wermuth (GR&Atilde;-BRETANHA)</p>