March 20, 2009 / 6:48 PM / 8 years ago

Cachorro da família chegará à Casa Branca logo, diz Obama na TV

4 Min, DE LEITURA

<p>Presidente dos EUA, Barack Obama, durante evento com pol&iacute;ticos em Washington. 20/03/2009.Kevin Lamarque</p>

BURBANK, EUA (Reuters) - O presidente Barack Obama alternou momentos espirituosos com outros sérios durante uma participação incomum no programa de variedades de fim de noite que tem a maior audiência na televisão norte-americana, passando habilmente da crise econômica para a chegada à Casa Branca do "primeiro-cachorro", em abril.

Numa aparição no "The Tonight Show With Jay Leno", que foi a primeira de um presidente em exercício, Obama falou seriamente sobre seus planos econômicos e manifestou apoio forte ao secretário do Tesouro Timothy Geithner, que vem sendo criticado.

Usando gravata vermelha e um botton da bandeira americana na lapela, o presidente defendeu seu orçamento e disse que ficou estarrecido ao saber que a gigante dos seguros AIG pagou abonos grandes a seus funcionários, mesmo depois de ter recebido dinheiro dos contribuintes para não ir à falência.

Mas ele mudou de assunto para falar da vida familiar na Casa Branca, confirmando o cronograma da aquisição de um cão pela 'primeira-família'. Obama disse que o cachorro chegará após sua viagem à Europa, no início de abril.

"Quando voltarmos, o cachorro estará ali", disse Obama, acrescentando que suas filhas, Sasha e Malia, não são as únicas que o aguardam com ansiedade. "Dizem que se você quiser um amigo em Washington, deve comprar um cachorro", ele brincou.

Mais seriamente, Obama disse que os críticos subestimaram os desafios enfrentados por seu secretário do Tesouro, criticado pela maneira como vem tratando o escândalo dos bônus pagos pela AIG.

"Ele não está enfrentando apenas uma crise dos bancos. Enfrenta a pior recessão desde a Grande Depressão. Enfrenta um setor automotivo que está à beira do colapso", disse Obama.

"Acho que Geithner vem fazendo um ótimo trabalho."

Obama reiterou a necessidade do socorro dado pelo governo à AIG e disse que sua administração está fazendo todo o possível para reaver o dinheiro dos bônus.

Defendendo seus planos de uma reforma ampla da regulamentação financeira, Obama disse que muitas das práticas que levaram ao derretimento do setor financeiro americano não são contra a lei.

Republicanos fizeram questão de observar que, mesmo em meio à tempestade criada em torno dos bônus da AIG e da recessão cada vez pior, Obama encontrou tempo para ir à TV e fazer piadas.

Sobre a vida na Casa Branca, Obama disse a Leno que vai conseguir uma cesta de basquete para colocar nas quadras de tênis da mansão, mas que enquanto isso está aproveitando para melhorar no boliche.

Ele confidenciou que gosta de viajar no avião presidencial. "Pessoalmente, acho bacana", falou o presidente, mas acrescentou que suas filhas "não ficam tão impressionadas".

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below