Piloto herói fecha acordo para contar sua história em livro

sábado, 21 de março de 2009 13:15 BRT
 

NOVA YORK (Reuters) - Chesley "Sully" Sullenberger, que fez um pouso de emergência de um jato da US Airways no rio Hudson, em Nova York, em janeiro, escreverá um livro sobre sua vida, mas não deixará de voar.

A editora William Morrow informou que o piloto deve trabalhar com um escritor para produzir dois livros.

O primeiro, cujo lançamento está marcado para o final deste ano, será uma autobiografia. Abordará sua infância, a época em que prestou serviço militar e os eventos que o tornaram herói. O segundo livro ainda não possui nome.

Todas as 155 pessoas a bordo da aeronave sobreviveram ao pouso de emergência do Airbus A320. O avião foi atingido por pássaros que se chocaram contra os motores do avião. O incidente fez as turbinas pararem de funcionar instantes depois que o jato decolou do aeroporto LaGuardia, em Nova York, em janeiro.

A calma do ex-piloto da Força Aérea dos Estados Unidos diante de uma situação de pressão o tornou herói durante tempos de crise econômica.

"Sully acredita que sua experiência de vida antes do pouso de emergência foi uma preparação para esse sucesso; e os maiores desafios da vida podem ser superados se você estiver preparado para eles", informou a William Morrow, em um comunicado.

Um porta-voz da família de Sullenberger, Alex Clemens, afirmou no comunicado que o piloto pode voltar para seu posto na US Airways em junho ou julho.

"Enquanto ele concorda em escrever um livro sobre sua vida e os eventos dramáticos de 15 de janeiro de 2009, ele está ansioso para retornar à sua profissão e à família de 34 mil funcionários da US Airways num futuro próximo", disse Clemens.

William Morrow é uma marca da HarperCollins, que faz parte do conglomerado de mídia News Corp, de Rupert Murdoch.

 
<p>Chesley "Sully" Sullenberger, que fez um pouso de emerg&ecirc;ncia de um jato da US Airways no rio Hudson, em Nova York, em janeiro, escrever&aacute; um livro sobre sua vida, mas n&atilde;o deixar&aacute; de voar. REUTERS/Robert Galbraith (UNITED STATES)</p>