Códice Atlântico de Da Vinci terá algumas páginas expostas

segunda-feira, 23 de março de 2009 13:34 BRT
 

MILÃO (Reuters) - Especialistas começaram a desencadernar o Códice Atlântico de Leonardo da Vinci, que tem 12 volumes, numa iniciativa que, afirmam, vai ajudar a preservar a maior coleção de desenhos e pinturas do mestre italiano e permitir que algumas páginas sejam expostas ao público.

Algumas folhas do Códice, que expõe as idéias de Da Vinci sobre geometria, natureza, armas, anatomia e outros temas, serão expostas em setembro na igreja de Milão que abriga seu afresco "A Última Ceia".

O Códice Atlântico fica guardado na Biblioteca Ambrosiana, em Milão.

"Existem cerca de 2.000 desenhos (no Códice), e, pelo fato de estarem em 12 volumes, eles não estavam visíveis", disse o padre Franco Buzzi, da Biblioteca Ambrosiana, em coletiva de imprensa na segunda-feira.

"Agora estamos passando da invisibilidade para a possibilidade de ver as obras."

O Códice é composto de 1.119 folhas e foi montado originalmente no século 16 pelo escultor Pompeo Leoni.

Um projeto de restauração realizado entre 1968 e 1972 dividiu o Códice em 12 partes, numa tentativa de ajudar a preservá-lo.

O processo de desencadernação foi precedido por uma consulta com as autoridades relevantes e especialistas internacionais, disse a Biblioteca Ambrosiana, segundo a qual isso vai permitir uma conservação melhor da obra.

A Biblioteca ainda não determinou quais páginas serão expostas na igreja Santa Maria delle Grazie, que abriga o mural "A Santa Ceia". Buzzi disse à Reuters que provavelmente serão expostas entre 20 e 40 páginas. Maiores informações devem ser divulgadas em junho.   Continuação...