Madonna comparece a tribunal no Malauí para adotar menina

segunda-feira, 30 de março de 2009 09:35 BRT
 

LILONGUE (Reuters) - A cantora norte-americana Madonna compareceu à corte em Malauí nesta segunda-feira para adoção de uma segunda criança, a menina chamada Mercy James, de um país no sul da África. A ação pode mobilizar a oposição de grupos de direitos humanos.

Críticos acusaram as autoridades de oferecer um tratamento especial a uma das cantoras mais famosas do mundo, quando ela adotou seu filho malauiano David Band. Grupos da sociedade civil do país disseram que pretendem se opor à adoção de Mercy.

Madonna compareceu à corte em um vestido preto e de óculos escuros. Ela não falou com repórteres após a Suprema Corte adiar o caso.

"Foi adiado para sexta-feira, dia 3 de abril, para que o juiz tome sua decisão", disse à Reuters o escrivão da corte, Thomson Ligowe.

Um dos advogados de Madonna disse que ela pediu à corte uma adoção provisória de 18 meses para Mercy, que tem 4 anos.

Madonna conquistou milhões de fãs ao redor do mundo com apresentações sensuais e cheias de energia e com músicas como "Material Girl", "Like a Virgin" e "Papa Don't Preach".

O jornal local Nation disse que Madonna, de 50 anos, teria comentado que amigos malauianos lhe disseram que David precisava de um irmão ou irmã.

Madonna, que iniciou o procedimento de adoção em 2006, levou David quando ele tinha 13 meses em um orfanato. Ele havia sido deixado ali pelo pai, após a morte da mãe da criança.

Alguns malauianos foram contrários à adoção de David, acusando o governo de passar por cima das leis que proíbem não-residentes a adotar crianças do país.   Continuação...

 
<p>A cantora Madonna chegou neste domingo em Malau&iacute;, onde nesta semana um tribunal avalia o seu pedido de ado&ccedil;&atilde;o de uma segunda crian&ccedil;a malauiana, uma menina chamada Mercy James, segundo autoridades.REUTERS/Eldson Chagara</p>