Governo do Malaui apoia nova tentativa de adoção de Madonna

quinta-feira, 2 de abril de 2009 10:59 BRT
 

LILONGUE (Reuters) - O governo de Malaui apoia a tentativa da cantora norte-americana Madonna de adotar uma segunda criança no país ao sul da África, disse a ministra da Informação nesta quinta-feira, uma posição que provavelmente causará fúria entre grupos de defesa de direitos humanos.

A Suprema Corte de Malaui deve decidir na sexta-feira se a cantora poderá se beneficiar de uma adoção temporária da menina de 4 anos de idade, Mercy James.

O governo recebeu críticas após Madonna ter adotado o menino malauiano de 13 meses de idade, David Banda, em 2006, e foi acusado de driblar as leis, concedendo tratamento diferencial à cantora.

A ministra malauiana da Informação, Patricia Kaliati, disse que Madonna ajudou o país e que era uma ótima mãe.

"Madonna tem sido boa para nós, ela ajuda mais de 25 mil órfãos neste país e ela provou que pode cuidar de David", disse Kaliati à Reuters.

"Pouquíssimos ricos e pessoas famosas têm tempo de voar até o Malaui para ajudar nossas crianças. Nós apoiamos seu processo de adoção", acrescentou.

Grupos da sociedade civil do Malaui se opõem à adoção e ativistas locais dos direitos humanos dizem que isto poderia aumentar o tráfico de crianças.

Madonna, acompanhada de David, chegou ao Malaui no domingo, antes de participar de uma audiência na corte sobre o processo.

A diva pop, que se divorciou no ano passado do diretor de cinema britânico Guy Ritchie, é uma das cantoras mais bem-sucedidas de todos os tempos, com vendas de discos superando os 200 milhões de dólares.

(Reportagem de Mabvuto Banda)

 
<p>Pop star Maddonna e seu filho adotado David Banda em visita ao seu pai biol&oacute;gico Yohane Banda, no Malaui. 31/03/2009. REUTERS/Tom Munro/Warner Brothers Records/Divulga&ccedil;&atilde;o</p>