Estilo casual faz de Michelle Obama a primeira-dama da moda

quinta-feira, 2 de abril de 2009 14:07 BRT
 

Por Paul Casciato

LONDRES (Reuters) - A primeira-dama norte-americana, Michelle Obama, conquistou os redatores de moda com seu estilo casual, o uso das cores e sua predileção por usar vestidos sem mangas na cúpula do G20, esta semana, na capital britânica.

Jornais britânicos e dos EUA foram unânimes nos elogios às escolhas de guarda-roupa de Michelle nos eventos com a esposa do primeiro-ministro britânico Gordon Brown, Sarah, na recepção oficial com a rainha Elizabeth no Palácio de Buckingham e num jantar na residência oficial do primeiro-ministro.

O jornal The Telegraph comparou Sarah Brown desfavoravelmente com Michelle Obama, dizendo que a esposa do premiê esforçou-se para ficar mais elegante depois de ter sido superada pela primeira-dama francesa, Carla Bruni-Sarkozy, em visita anterior do presidente francês e sua mulher, apenas para ser superada novamente esta semana, desta vez por Michelle.

Michelle Obama acalmou os norte-americanos que temiam que o gosto da primeira-dama por deixar os braços de fora pudesse ser constrangedor, quando foi conhecer a rainha britânica usando vestido sem mangas, embora acrescido de um elegante cardigã preto. A rainha usou cor-de-rosa.

O Chicago Tribune escreveu: "Trocando as peças leves da J.Crew que usou na quarta-feira em Londres por um vestido elegante em preto e branco de Isabel Toledo, a primeira- dama Michelle Obama mostrou sua versatilidade e tornou-se oficialmente uma das 'Fab Four' do mundo da moda política na era moderna, somando-se a Jacqueline Kennedy, Carla Bruni-Sarkozy e a princesa Diana."

O cardigã foi tirado depois do jantar do G20 na residência oficial do premiê britânico, suscitando ainda mais elogios dos fashionistas ao revelar os bíceps esculpidos de Michelle, elogiados pela colunista do New York Times Maureen Dowd como sendo "o único símbolo animador de força americana que há para se ver no momento".

O jornal britânico The Guardian elogiou tanto Sarah Brown quanto Michelle Obama por terem usado peças de estilistas de seus países e cujo preço é módico.

"A roupas das duas mulheres tinham muito em comum: tinham sido escolhidas cuidadosamente para apoiar a moda de seus países", disse o jornal.

O tablóide britânico Mirror avaliou o cardigã cor creme da J.Crew usado por Michelle em 208 libras (305 dólares) e sua saia de jacquard verde em 110 libras, além de ter admirado o jeito modesto da primeira-dama americana ao conversar com pessoas comuns na visita que vez a um centro de tratamento de pacientes de câncer em Londres.

 
<p>Presidente Barack Obama e a primeira-dama Michelle Obama chegam ao Pal&aacute;cio de Buckingham para encontro com a rainha Elizabeth, em Londres. 01/04/2099. REUTERS/Jim Young</p>