3 de Abril de 2009 / às 13:34 / 8 anos atrás

Justiça nega pedido de Madonna para adotar criança no Malaui

<p>Cantora norte-americana Madonna deixa a Suprema Corte em Lilongue. 30/03/2009. REUTERS/Antony Njuguna</p>

LILONGUE (Reuters) - A cantora norte-americana Madonna não terá a permissão para adotar uma segunda criança do Malaui, uma menina de 4 anos de idade chamada Mercy James, decidiu a Suprema Corte do país africano nesta sexta-feira.

A decisão agradará ativistas que dizem que as autoridades concederam tratamento especial à cantora. O governo do Malaui, que foi criticado após a adoção por Madonna de um menino malauiano de 13 meses, disse na quinta-feira que iria apoiar uma segunda adoção.

O escrivão da corte Ken Manda disse a repórteres que o pedido de Madonna para adotar Mercy foi negado porque a estrela não é residente no Malaui.

Uma epidemia de Aids no empobrecido país do sul da África já resultou em mais de 1 milhão de órfãos.

Em sua sentença, o juiz Esimir Chombo advertiu contra pedidos de adoções por celebridades, dizendo que isto poderia conduzir a um tráfico de crianças.

“Qualquer um pode vir ao Malaui e preparar depressa uma adoção que poderá ter consequências graves em cada criança que a lei procura proteger”, ela disse.

O advogado de Madonna, Alan Chinula, disse que ela poderia entrar com um recurso na Suprema Corte na sexta-feira. Seu porta-voz de Londres não estava imediatamente disponível para comentários.

Madonna já divertiu milhões ao redor do mundo com apresentações sensuais de músicas como “Material Girl” e “Papa Don’t Preach”, e também gerou polêmica durante sua trajetória.

Em 1989, o clipe de “Like a Prayer”, com relações entre religião e erotismo, foi condenado pelo Vaticano e fez com que a Pepsi cancelasse um acordo de patrocínio com a cantora.

Madonna surpreendeu fãs em fevereiro por dedicar outro de seus hits, “Like a Virgin”, ao papa durante um show em Roma.

Grupos de defesa dos direitos humanos do Malaui, que acusaram o governo de driblar as leis quando Madonna adotou David Banda em 2006, também se opuseram à última tentativa de adoção.

A ministra da Informação, Patricia Kaliati, disse à Reuters na quinta-feira que Madonna ajudou o país e que era uma ótima mãe que ajudava mais de 25 mil órfãos naquele país.

Madonna, acompanhada de David, chegou ao Malaui no domingo antes de participar de uma audiência na corte sobre o processo.

A diva pop, que se divorciou no ano passado do diretor de cinema britânico Guy Ritchie, é uma das cantoras mais bem-sucedidas de todos os tempos, com vendas de discos superando os 200 milhões de cópias.

Reportagem de Mabvuto Banda

0 : 0
  • narrow-browser-and-phone
  • medium-browser-and-portrait-tablet
  • landscape-tablet
  • medium-wide-browser
  • wide-browser-and-larger
  • medium-browser-and-landscape-tablet
  • medium-wide-browser-and-larger
  • above-phone
  • portrait-tablet-and-above
  • above-portrait-tablet
  • landscape-tablet-and-above
  • landscape-tablet-and-medium-wide-browser
  • portrait-tablet-and-below
  • landscape-tablet-and-below