Final de ER atrai 16,2 milhões de espectadores nos EUA

sexta-feira, 3 de abril de 2009 17:05 BRT
 

Por Alex Dobuzinskis

LOS ANGELES (Reuters) - A série hospitalar "ER", da NBC, encerrou na quinta-feira sua carreira de 15 anos com 16,2 milhões de espectadores, disse a rede norte-americana na sexta-feira. É o melhor resultado para o último capítulo de uma série dramática desde 1996.

O programa de duas horas teve a presença especial dos ex-participantes Noah Wyle e Eriq La Salle. Os últimos "pacientes" do County General Hospital de Chicago foram uma grávida agonizante, uma vítima da Aids e um adolescente em coma alcoólica.

A última cena mostrava a equipe do hospital tratando queimados de um acidente industrial, enquanto o famoso trem elevado de Chicago passava na janela atrás. Para o espectador, ficou a sensação de que a série terminou, mas que a vida continua.

Os 16,2 milhões de espectadores ficam atrás do capítulo final de "Murder, She Wrote", da CBS, que em 1996 conseguiu uma audiência de 16,5 milhões. Já as comédias costumam ter audiência bem maior no último episódio. O final de "Friends", em 2004, foi visto por 25,8 milhões de pessoas; antes, "Seinfeld" havia atraído 76,3 milhões.

"ER", que estreou em 1994, chegou a ser o programa dramático mais visto da TV norte-americana, mas nos últimos anos a série criada pelo falecido escritor Michael Crichton atraía menos de 8 milhões de espectadores por episódio.

 
<p>Ator Noah Wyle da s&eacute;rie ER na &uacute;ltima exibi&ccedil;&atilde;o em Hollywood. 28/03/2009. REUTERS/Fred Prouser</p>