García Márquez nega que vá parar de escrever

domingo, 5 de abril de 2009 16:36 BRT
 

BOGOTÁ (Reuters) - O escritor colombiano e prêmio Nobel de Literatura Gabriel García Márquez disse que a única coisa que faz é escrever, silenciando as informações que asseguravam que ele não voltaria a escrever.

"Não só não é certo, e sim a única coisa certa é que eu não faço outra coisa a não ser escrever", disse García Márquez, de 82 anos de idade, ao jornal El Tiempo, quando foi questionado se era verdade que ele não voltaria a escrever.

O jornal publicou neste domingo as respostas das duas únicas perguntas que o escritor aceitou responder.

A versão de que o fundador do realismo mágico não voltaria a escrever surgiu de uma declaração de sua conhecida agente literária, Carmen Balcells, ao jornal chileno La Tercera.

"Acredito que García Márquez não voltará a escrever nunca mais, e ele é um cliente que representa 36,2 por cento das vendas", declarou Balcells.

Além disso, o britânico Gerald Marton, biógrafo do autor de "Cem Anos de Solidão", assegurou: "Eu também acredito que Gabo não escreverá mais livros".

Mas o escritor colombiano não descartou a publicação de novas obras literárias.

"Meu ofício não é publicar, mas sim escrever", afirmou.

Em maio de 2008 pessoas próximas a ele disseram que ele estava preparando a publicação de um romance.

García Márquez, vencedor do Nobel de Literatura em 1982 e que mora no México, publicou seu último romance "Memórias de Minhas Putas Tristes" em 2004.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)

 
<p>Foto de arquivo do pr&ecirc;mio Nobel de Literatura Gabriel Garc&iacute;a M&aacute;rquez em Havana. 12/12/2008. REUTERS/Enrique De La Osa/Arquivo</p>