Preocupada com orçamentos, Hollywood vive febre de refilmagens

quinta-feira, 9 de abril de 2009 08:28 BRT
 

Por Steven Zeitchik e Borys Kit

LOS ANGELES (Hollywood Reporter) - A abertura impressionante de "Velozes e Furiosos 4" no fim de semana não apenas comprova que essa franquia ainda tem gás, como também alimenta a obsessão de Hollywood com filmes baseados em outros filmes.

Os estúdios vêm refazendo filmes desde os primórdios do cinema, mas no último ano, e especialmente nos últimos meses, a máquina dos remakes vem funcionando a pleno vapor.

Os anos 1980 viraram uma grande feira de títulos. "Tudo por uma Esmeralda", "Footloose - Ritmo Louco", "A Hora do Pesadelo", "Duna", "Karate Kid", "Amanhecer Violento", "RoboCop - O Policial do Futuro", "O Reencontro", "Arthur - O Milionário Sedutor", "Os Caça-Fantasmas" e "História Sem Fim" são apenas alguns dos títulos dessa década que estão sendo desenvolvidos novamente em Hollywood.

A tendência cresceu para abranger títulos menos conhecidos de outras mídias cujo valor pleno se pensava que já tivesse sido alcançado - e, em alguns casos, esquecido - muito tempo atrás (alguém pensou em "Candy Land"?).

Quando, em fevereiro, a Warner Bros. procurou roteiristas para vários projetos em aberto, oito dos dez pedidos foram para projetos baseados em filmes anteriores ou outras propriedades de marca.

PROPOSTAS COM MAIS CHANCES DE SEREM ACEITAS

Os produtores dizem que hoje é comum vasculharem listas de sucessos de décadas passadas para analisar o que poderia ser legal e criativamente mais fácil reembalar e montar num estúdio.

"Hoje em dia, se você quer fazer um filme, você pode empurrar uma pedra grande morro acima ou pode empurrá-la no plano", disse um produtor de estúdio, explicando a lógica por trás dos remakes. "A maioria de nós prefere empurrar no plano."   Continuação...

 
<p>A abertura impressionante de "Velozes e Furiosos 4" no fim de semana n&atilde;o apenas comprova que essa franquia ainda tem g&aacute;s, como tamb&eacute;m alimenta a obsess&atilde;o de Hollywood com filmes baseados em outros filmes. REUTERS/Stefan Wermuth</p>