Funcionários que bajulam chefes prejudicam empresas

terça-feira, 14 de abril de 2009 16:22 BRT
 

Por Ellen Wulfhorst

NOVA YORK (Reuters) - Se, no seu trabalho, houver um pouco mais bajulação explícita e entusiasmo declarado do que o normal, não se surpreenda.

Quer isso seja chamado de puxar o saco, bajular o chefe ou administrar uma situação, especialistas dizem que os comportamentos bajuladores estarão em alta nos locais de trabalho na medida em que os funcionários temem perder seus empregos nestes tempos econômicos difíceis.

Mas, segundo eles, esse tipo de comportamento pode prejudicar as empresas.

"As pessoas que fazem isso querem que as outras pessoas percebam o que estão fazendo", explicou Max Caldwell, especialista em eficácia da força de trabalho na consultoria Towers Perrin.

"É uma mentalidade de 'não apenas quero fazer um bom trabalho, como quero que vejam que estou fazendo um bom trabalho'".

Esse tipo de comportamento aumenta quando as apostas em jogo são altas, disse Jennifer Chatman, professora de comportamento organizacional na Universidade da Califórnia em Berkeley.

"É o que fazemos quando nos sentimos vulneráveis às decisões de outros", ela explicou. "Eu imagino que, se colhêssemos dados neste momento, veríamos que esse tipo de coisa anda acontecendo em grande escala, porque as pessoas estão se sentindo mais vulneráveis."

Num ambiente como esse, subordinados podem elogiar decisões equivocadas de um chefe e evitar falar com franqueza ou transmitir más notícias, disse ela.   Continuação...