Artistas repintam murais apagados do Muro de Berlim

terça-feira, 14 de abril de 2009 17:09 BRT
 

BERLIM (Reuters) - Artistas começaram a repintar na terça-feira a maior parte remanescente do Muro de Berlim com os murais criados por eles logo após a queda do odiado símbolo da Guerra Fria há quase 20 anos.

Um trecho de 1.300 metros do muro --a mais extensa galeria a céu aberto do mundo-- foi decorado por 118 artistas de 21 países em 1990. Desde então, no entanto, vem sendo danificada pelo tempo, pela fumaça, por vândalos e por turistas em busca de um souvenir.

O trabalho de restauração deve ser finalizado até novembro para o aniversário de 20 anos da queda do muro que dividia Berlim ocidental (capitalista) da Berlim oriental (comunista).

O ilustrador de livros infantis Gerhard Lahr, de 70 anos, relembrou a emoção que sentiu ao ser autorizado a pintar um quadro no muro em 1990, onde guardas armados com rifles faziam patrulha apenas alguns meses antes.

"Só de termos a autorização para ir até ali era incrível", disse ele, ao começar a refazer sua obra "Berlyn", sob um céu azul.

A galeria foi declarada monumento histórico pelo governo municipal de Berlim em 1992 e se tornou uma das principais atrações turísticas da cidade.

Nem todos os artistas, no entanto, ficaram satisfeitos em saber que seus murais originais no trecho conhecido como East Side Gallery seriam apagados --e de que se esperava que eles os repintassem.

O artista russo Dmitri Vrubel, que pintou a famosa imagem do líder da Alemanha Oriental Erick Honecker beijando o soviético Leonid Brezhnev, disse à mídia alemã que não pintaria a mesma imagem de antes.

Os artistas que agora trabalham em suas seções usam transparências e um projetor para garantir que as recriações sejam precisas.

Erguido pelas autoridades comunistas que o descreveram como uma "barreira protetora anti-fascista", o Muro de Berlim dividiu a cidade ao longo de 28 anos.

Várias pessoas foram mortas por sentinelas da Alemanha Oriental enquanto tentavam escapar do oriente para o ocidente pelo muro.

 
<p>Artista alem&atilde; pinta a maior parte remanescente do Muro de Berlim com os murais criados logo ap&oacute;s a queda do odiado s&iacute;mbolo da Guerra Fria h&aacute; quase 20 anos. REUTERS/Hannibal Hanschke</p>