Ashton Kutcher vence "guerra do Twitter" contra a CNN

sexta-feira, 17 de abril de 2009 21:43 BRT
 

Por Alex Dobuzinskis

LOS ANGELES (Reuters) - Uma semana de "twittermania" culminou na sexta-feira com a vitória do ator Ashton Kutcher em uma disputa de popularidade contra a rede CNN, enquanto a apresentadora Oprah Winfrey mandou sua primeira mensagem pelo serviço da Web.

Kutcher havia desafiado a CNN no começo da semana dizendo que seria ele, e não o canal de notícias, o primeiro a angariar 1 milhão de seguidores no Twitter. Na sexta-feira ele alcançou a marca, superando por pouco a CNN, que atingiu 1 milhão de seguidores 30 minutos depois.

Também na sexta-feira, outra notícia relativa à rede de microblogs foi a primeira mensagem de Oprah: "Me sinto realmente no século 21", escreveu ela.

O Twitter é uma ferramenta da Internet que permite aos usuários enviar mensagens curtas para telas de computador ou celulares -- e o conteúdo podem ser notícias urgentes ou simples banalidades.

"Ele definitivamente tem seus detratores", disse Karen North, diretora do programa Annenberg sobre comunidades on-line da Universidade do Sul da Califórnia. "Os detratores são as pessoas que acham simplesmente ridículo que as pessoas estejam dizendo coisas como 'acabo de comer um taco'."

O Twitter foi criado em 2006 por uma empresa de San Francisco, mas só decolou de vez nos EUA nos últimos meses, quando ganhou adesões de estrelas de Hollywood e políticos.

O presidente Barack Obama usou o serviço durante sua campanha eleitoral, e celebridades como o jogador de basquete Shaquille O'Neal e a cantora Britney Spears também aderiram.

O Twitter não divulga o número de usuários que possui, mas o analista Jeremiah Owyang, da empresa Forrester Research, estima que já sejam 5 milhões, o que faz dele a rede social que mais cresce na Internet. O Facebook, mais tradicional, atingiu recentemente 200 milhões de usuários.   Continuação...

 
<p>Uma semana de "twittermania" culminou na sexta-feira com a vit&oacute;ria do ator Ashton Kutcher em uma disputa de popularidade contra a rede CNN, enquanto a apresentadora Oprah Winfrey mandou sua primeira mensagem pelo servi&ccedil;o da Web. REUTERS/Yuriko Nakao/Files (JAPAN)</p>